Palmeiras vira pra cima do Peñarol e partida termina em confusão

Em partida heroica, o Palmeiras sofreu mas conseguiu vencer o Peñarol de virada por 3 a 2, nesta quarta-feira, em Montevidéu, e deu fim às chances dos uruguaios se classificarem para as oitavas de final da Libertadores.

O resultado praticamente garante o Verdão na próxima fase. Para avançar para o mata-mata, o time precisa apenas de um empate nas próximas duas partidas.

O Palmeiras mostrou duas facetas durante a partida: o primeiro tempo apagado, sofrendo com as investidas dos uruguaios, e uma segunda etapa renovada, dominando o jogo em Montevidéu, depois das mudanças de Eduardo Baptista.

Mas a partida foi marcada pela violência. Depois do apito final, jogadores das duas equipes brigaram e começaram uma confusão generalizada. Felipe Melo trocou socos com atletas do Peñarol, seguranças entraram no campo e o clima foi para as torcidas, que estavam separadas apenas por uma grade e começaram a se enfrentar.

Antes, com a pressão do Estádio Campeón Del Siglo, o Peñarol partiu para cima do Palmeiras para buscar a revanche da derrota por 3 a 2 no tenso jogo da Allianz Parque. O Porco venceu no último minuto, com um a menos depois de expulsão de Dudu.

- Jogo tenso -

A temperatura em campo era quente e os uruguaios assumiam a responsabilidade de criar as jogadas. Aos 12 minutos do primeiro tempo, na primeira chegada com mais perigo, Mauricio Affonso completou cruzamento pelo lado direito e abriu o placar para os anfitriões. O time do Palmeiras reclamou, já que o atacante puxou e o zagueiro colombiano Yerry Mina, que caiu no chão, antes de concluir para as redes.

O Peñarol buscava jogadas pelo alto e dominava a posse de bola, colocando muita intensidade na partida. Do outro lado, o Palmeiras tinha dificuldade de colocar a bola no chão e trocar passes. A formação com três zagueiros tentava ligação direta ao ataque e faltava gente povoando o meio campo para fazer a conexão para o ataque. O Palmeiras estava perdido em campo.

Assim como no primeiro gol, o Porco falhou na marcação pelo lado de Vitor Hugo e em novo cruzamento pelo alto, Petrik venceu Michel Bastos e Mina e a bola sobrou limpa no meio da área. Junior Arias completou sozinho, de voleio, aos 39 minutos, marcou o segundo da partida.

O Palmeiras não se comunicava e em corte confuso de Felipe Melo para trás, Fernando Prass teve que sair do gol para evitar o terceiro gol. Na sequência, o goleiro defendeu toque de cobertura de Affonso, a zaga tirou e o árbitro determinou o fim do primeiro tempo.

- Recuperação palmeirense -

Para a segunda etapa, Eduardo Baptista colocou o time para frente em busca de um empate: Willian e Tchê Tchê entraram no lugar de Vitor Hugo e Egídio, respectivamente.

Na primeira jogada ofensiva do Palmeiras, também em cruzamento pela direita, Jean foi até a linha de fundo, Borja dividiu de cabeça e a bola sobrou para Willian. Na primeira participação, o atacante dominou, deu um chapéu no zagueiro e bateu firme sem deixar a bola cair, diminuindo o prejuízo aos 3 minutos.

O gol colocou o time de novo na partida, e o Verdão começou a trocar passes e exercer a superioridade técnica do elenco. Na jogada seguinte, Willian quase empatou, mas a bola saiu ao lado do gol.

Aos 11 minutos, Róger Guedes perdeu a chance de igualar, sozinho dentro da pequena área, depois de novo cruzamento de Jean. Pouco depois, em erro na saída de bola dos uruguaios, Jean recebeu na intermediária e buscou Mina pelo alto. O colombiano subiu mais alto que dois zagueiros e cabeceou para as redes, aos 18 minutos, para empatar a partida.

O Palmeiras passou a dominar o jogo e conseguiu a virada aos 27 minutos, com Willian marcando outra vez. O venezuelano Guerra arriscou de fora da área, o goleiro espalmou nos pés de Jean, que cruzou rasteiro para o atacante fazer seu segundo gol na partida.

O Porco ainda teve chance de ampliar, mas foi maduro e administrou o resultado até o apito final.

A próxima partida do Palmeiras é contra o Jorge Wilstermann, dia 3 de maio, às 22:45h, pelo horário de Brasília. O Peñarol enfrenta o Atlético Tucumán um dia antes, na Argentina.

Com a vitória, o Verdão se mantém na liderança do Grupo 5 com 10 pontos, seguido dos bolivianos (6), os argentinos (4) e os uruguaios (1).