Palmeiras vira pauta em coletiva dos 'Gabriéis' na Seleção: ‘Viemos do mesmo lugar'

LANCE!/NOSSO PALESTRA
·2 minuto de leitura


Enquanto o Palmeiras se prepara para encarar o Ceará, nesta quarta-feira (11), no Allianz Parque, pelas quartas de final da Copa do Brasil, Gabriel Menino e Gabriel Jesus concederam entrevista coletiva na Granja Comary, onde a Seleção Brasileira se prepara para as duas próximas rodadas das Eliminatórias da Copa.

Com três anos de diferença, mas o mesmo nome e o mesmo clube formador, a dupla falou sobre a importância do Verdão no momento vivido pelos dois atualmente:

– Viemos do mesmo lugar, temos o mesmo nome. Construí minha história no Palmeiras, espero poder terminar. Assisto aos jogos quando dá, gosto o futebol dele. Parece uma pessoa focada e legal. Torço muito por ele e pelo Palmeiras – disse Gabriel Jesus sobre Gabriel Menino.

Já o atual lateral-direito do Verdão não poupou elogios para Jesus, que é uma referência para o jovem de 20 anos:

– No Palmeiras, na base, a gente só falava dele. É um grande ídolo para a gente que vem da base. Estava vendo ele dar entrevista e fiquei pensando “caramba, é o Gabriel, treinei onde ele treinou”. Sempre quis conhecer, agora tive o prazer a honra de ter conhecido, é uma pessoa incrível e tenho certeza que vai me ajudar muito aqui na seleção brasileira – disse Menino.

Gabriel Menino Seleção
Gabriel Menino Seleção

Gabriel Menino foi convocado pela segunda vez por Tite para representar o Brasil (Foto: Lucas Figueiredo/CBF)

A Seleção Brasileira vai treinar no mesmo horário em que o Palmeiras estará encarando o Vozão na arena alviverde. Gabriel Menino e o goleiro Weverton, também convocado, não escondem a ansiedade de pensar no que estará acontecendo em São Paulo:

– Estava conversando com o Weverton no almoço, que não íamos ver o jogo do Palmeiras. Claro que na hora que acabar o treino vou correndo pro quarto, saber o resultado. Tomara que a gente consiga sair vitorioso e dê tudo certo para eles – afirmou o jovem.

Para finalizar a entrevista coletiva, o lateral também projetou um possível confronto com Matías Viña, uma vez que o Brasil encara o Uruguai na próxima semana, em Montevidéu:

– No Palmeiras, a gente vinha treinando um contra o outro. Fui e fiz falta nele e brinquei: “Pra você sentir como vai ser Brasil x Uruguai” (risos). Meu parceiro, amigo, acho que vai ser um bom jogo para as duas equipes, e espero que a gente dê o melhor para sair com a vitória – disse a cria alviverde.