Palmeiras vence Tigre (2-0) em sua estreia no Grupo B da Libertadores

AFP
Luiz Adriano comemora um gol do Palmeiras contra o Tigre no jogo da Copa Libertadores disputado em Tigre, nos arredores de Buenos Aires, no dia 4 de março de 2020
Luiz Adriano comemora um gol do Palmeiras contra o Tigre no jogo da Copa Libertadores disputado em Tigre, nos arredores de Buenos Aires, no dia 4 de março de 2020

O Palmeiras conseguiu um ótimo resultado nesta quarta-feira ao derrotar o Tigre da Argentina por 2 a 0 em sua estreia no Grupo B da Copa Libertadores da América-2020, em um jogo disputado em Victoria, na capital Buenos Aires.

Os atacantes Luiz Adriano (16) e Willian (65) marcaram os gols da vitória do clube paulista, que enfrentou dificuldades em alguns momentos da partida diante do adversário da segunda divisão do futebol argentino.

O Tigre terminou o jogo com dez jogadores em campo devido à expulsão do zagueiro Matías Pérez García (61), que recebeu o cartão vermelho do árbitro colombiano Wilmar Roldán por agredir o ponta-esquerda Rony.

Role para baixo para continuar lendo
Anúncio

- Domínio alviverde -

A equipe paulista assumiu o controle do jogo desde o início, atacando pelas pontas, diante de um Tigre que buscava marcar com intensidade para conter o ataque do time comandado por Vanderlei Luxeburgo e tentar sair no contra-ataque.

A abertura do placar veio em um belo chute Luiz Adriano da entrada da área.

A partir desse gol, o Tigre reagiu e começou a encurralar o Palmeiras. O time argentino ficou perto do empate em um chute de Cavallaro que ficou sozinho cara a cara com Weverton.

Depois foi a vez de Melivilo abrir caminho pela esquerda e disparar uma bomba de pé esquerdo que passou rente à trave.

Mais arrumado em seu jogo, o time argentino começou a chegar com frequência, mas mostrou suas limitações no ataque desperdiçando as chances que criou para tentar ao menos o empate, que naquela altura já era merecido.

No início do segundo tempo, o Tigre voltou a ficar próximo do empate, em um cruzamento de Pérez Acuña para Diego Morales, que superou Felipe Melo no duelo aéreo, mas a bola voltou a subir demais.

O Palmeiras respondeu com uma bomba de Ramires de longe que explodiu no travessão.

- Tigre com menos um -

Após a expulsão de Pérez García, o duelo acabou pendendo para o lado brasileiro, já que o Tigre não tinha mais a mesma dinâmica e o Palmeiras começou a ter mais espaços.

Rony teve a chance de marcar o segundo, mas seu chute saiu alto demais.

Mas não demorou muito tempo para o Palmeiras aumentar o placar, em um contra-ataque rápido que Dudu iniciou tocando para Rony na esquerda, que abriu o jogo depois de se livrar da marcação e tocou para Willian, que teve tempo de dominar e colocar no ângulo, sem chances para Marinelli.

Já sem poder de reação, o Tigre se apagou e o 'Verdão' teve mais chances de marcar, como em um chute de Willian que bateu no travessão e outro que Dudu perdeu depois de uma boa jogada pela direita, mas mesmo sem brilhar o Palmeiras já havia conseguido o resultado que queria.

Na segunda rodada o Palmeiras, comandado pelo técnico Vanderlei Luxemburgo, vai receber na próxima terça-feira o Guarani do Paraguai, enquanto o Tigre visitará o Bolívar, em La Paz.

Leia também