Palmeiras vence Defensa y Justicia (2-1) na ida da final da Recopa Sul-Americana

·3 minuto de leitura
Felipe Melo, do Palmeiras, e Walter Bou, do Defensa y Justicia, disputam a bola durante a partida da Recopa sul-americana, em Florencio Varela, na província de Buenos Aires, no dia 7 de abril de 2021

O Palmeiras derrotou o Defensa y Justicia argentino por 2 a 1 no jogo de ida da final da Recopa Sul-Americana-2021, disputada nesta quarta-feira, no estádio Norberto Tomaghello, em Florencio Varela, periferia de Buenos Aires.

Em uma partida intensa, Rony (16) e Gustavo Scarpa (75) marcaram os gols do time paulista, que agora só precisa de um empate na partida de volta para conquistar mais um troféu internacional.

Braian Romero (58) descontou para o 'Halcón' , que dominou boa parte da partida, mas faltou a contundência que seu adversário mostrou.

O segundo jogo, no dia 14 de abril, será disputado no estádio Mané Garrincha, em Brasília, devido às restrições relacionadas à pandemia de covid-19 no estado de São Paulo.

- Palmeiras surpreende -

Com uma abordagem agressiva, foi a equipe argentina quem dominou o início do jogo, e logo teve uma ótima chance nos pés de Romero no meio da área, mas seu chute foi interceptado por Weverton com um tapa providencial.

No entanto, apesar de ter a posse de bola e o domínio territorial, foi o Palmeiras quem surpreendeu primeiro, quando Willian recebeu de Matías Viña e lançou para Rony avançar em velocidade. Ele aproveitou a saída do Unsain e tocou por cima para abrir o placar.

O gol não alterou o desenvolvimento do jogo, com o Defensa adiantado no campo do Palmeiras, que se sentiu à vontade nessa função para tentar explorar os espaços nos contra-ataques.

Mas foi o time local quem criou várias situações, como um chute de Rotondi defendido por Weverton, um tiro livre de Benítez que o goleiro desviou com esforço, e um disparo de Bou da entrada da área que acabou sendo desviado.

- Scarpa amplia -

Assim que começou a segunda etapa, o time brasileiro quase aumentou com um passe de Willian para Breno Lopes, que encontrou espaço pela direita e finalizou cruzado, mas a bola foi para foram, passando bem perto.

De qualquer forma, o domínio era todo do Defensa, que encontraria alguma recompensa pelo seu esforço com o empate, que veio depois de uma preciosa assistência de Bou para Braian Romero, que entrou pelo meio da área e definiu com precisão na saída do goleiro.

O empate fez Abel Ferreira mexer no esquema do Palmeiras, e buscou uma reação com as entradas de Lucas Esteves, Gustavo Scarpa, Danilo e Patrick de Paula para dar fôlego ao seu meio de campo.

Ao mesmo tempo, o Defensa pareceu sentir o esforço e facilitou a recuperação da equipe paulista, que inverteu o panorama do jogo. Scarpa quase marcou em um tiro livre no canto direito, mas Unsain tirou com a ponta dos dedos.

Mas o Defensa não deu muita atenção ao alerta e Scarpa voltou a ter uma situação semelhante pouco depois, sendo que desta vez o meia não desperdiçou e fez 2 a 1 com um chute preciso de canhota no canto esquerdo, que Unsain não conseguiu desviar como havia feito antes.

O time da casa voltou a tentar se recuperar e teve uma chance em um bom chute de pé esquerdo de Romero. E a dez minutos do final um gol de Bou foi anulado devido a um impedimento do próprio Romero.

Apesar de não ter brilhado, o Palmeiras foi contundente em suas poucas chegadas e com isso conseguiu vencer o primeiro capítulo da Recopa Sul-Americana. O Defensa pagou caro por sua falta de eficiência no ataque e agora terá que reverter a situação no Brasil.

str/cl/aam