Verdão compra Borja por R$ 32,8mi; artilheiro terá salário "modesto"

  • Opa!
    Algo deu errado.
    Tente novamente mais tarde.
Neste artigo:
  • Opa!
    Algo deu errado.
    Tente novamente mais tarde.
<em>Borja ao lado de Alexandre Mattos após conclusão do negócio na Colômbia</em>
Borja ao lado de Alexandre Mattos após conclusão do negócio na Colômbia

Agora é oficial: Miguel Borja é jogador do Palmeiras. A venda, no valor de R$ 32,8 milhões, foi fechada às 23h15 desta quinta-feira, em Medellín, após longa reunião entre o diretor-executivo alviverde Alexandre Mattos e o presidente do Atlético Nacional, Juan Carlos de la Cuesta.

O Verdão teve de superar a concorrência de um time da segunda divisão chinesa, que se dispunha a pagar R$ 88 milhões. Mattos chegou à Colômbia na manhã desta quinta com a promessa de que Leila Pereira, dona da Crefisa, bancaria R$ 31 milhões para que o martelo fosse batido. Ao longo do dia, a empresária topou cobrir o R$ 1,8 milhão a mais pedido pelo Atlético.

O Palmeiras ficará com 70% dos direitos econômicos do atacante, que assinará contrato de cinco anos. Borja terá salário de R$ 266 mil mensais e luvas de R$ 626 mil. Não há qualquer bônus por produtividade. Leila bancará R$ 200 mil por mês de salário.

Se tivesse aceitado a proposta chinesa, o artilheiro da América do Sul na temporada passada embolsaria muito mais: R$ 1,8 milhão por mês. A estratégia para fazê-lo desistir da oferta muito maior foi mostrar que Borja pode ganhar visibilidade no Brasil e acertar com um gigante europeu, como deve ocorrer com seu compatriota, o zagueiro Mina.

Para acessar outras notícias do Blog do Jorge Nicola, clique aqui:

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos