Palmeiras vê pressão crescer antes de clássico, mas avisa que Cuca não sai

Fellipe Lucena
LANCE!

O Palmeiras chegará pressionado ao clássico contra o São Paulo, domingo que vem, no Allianz Parque, mas não pretende demitir Cuca. Via assessoria de imprensa, o clube informou que o técnico está mantido e que a diretoria nem chegou a discutir a possibilidade de interromper o trabalho neste momento.

Após a derrota por 2 a 0 para a Chapecoense, neste domingo, algumas pessoas do clube chegaram a suspeitar que Cuca pudesse entregar o cargo, mas ele reafirmou em sua entrevista coletiva que pretende ir "até o fim" - seu contrato termina apenas em dezembro de 2018.

- Eu não posso repensar as coisas que faço porque não faço as coisas erradas. Você questionam muito que não repito a equipe, mas eu também questiono. Não mudo porque quero mudar, mas você perde um, perde outro... Hoje, se quiser repetir essa equipe domingo, eu vou conseguir. Mas é o certo repetir a que começou ou a que terminou? Vamos ver durante a semana. Nosso grupo é bom, elenco muito bom, mas infelizmente as coisas não estão acontecendo. Temos que ter paciência e perseverança - disse Cuca.

O Palmeiras tenta abafar os comentários sobre o futuro do treinador e deixar o elenco concentrado apenas em vencer o São Paulo. A meta de terminar o Brasileirão entre os quatro melhores e garantir vaga direta à Libertadores de 2018 está sob risco: o time segue na quarta colocação, mas agora tem apenas um ponto de vantagem para o Flamengo, que aparece em quinto. Dos últimos nove pontos em disputa no Brasileiro, o Verdão somou só um.

- Era para estar muito melhor. Nossa frustração vem de saber que estamos perdendo a oportunidade de ter um grande ano. Por tudo que se fez, pelo grupo que se montou, estamos perdendo a oportunidade - disse o goleiro Fernando Prass.

- No ano passado era só notícia boa, só coisas boas, e a gente conviveu com isso. Agora tem que saber conviver com as críticas, com as cobranças, saber conviver com isso. A única forma de sair disso é trabalhando. Até o momento a gente não conseguiu jogar o futebol que se esperava, essa é a realidade, não podemos fugir disso. Temos que nos cobrar. Fazemos bons treinamentos, mas no jogo não colocamos em prática - emendou Moisés.

O elenco do Palmeiras descansa nesta segunda-feira e começa a preparação para o Choque-Rei na terça à tarde. Jailson, Mina, Dudu e Arouca devem seguir no departamento médico.











E MAIS:

Leia também