Palmeiras vê chance de título acabar em atuação melancólica no Allianz

Thiago Ferri
LANCE!
Palmeiras perde para o Grêmio e acaba com chances de título (Foto: Divulgação/Palmeiras)
Palmeiras perde para o Grêmio e acaba com chances de título (Foto: Divulgação/Palmeiras)


As chances de título do Palmeiras acabaram definitivamente neste domingo, com a derrota no Allianz Parque para o Grêmio, que confirmou a conquista do Flamengo. Um fim de competição melancólico para o clube que já começa a pensar em 2020 e tendo de mudar especialmente a postura.

O que se viu durante o confronto deste domingo foi uma atuação melancólica. No primeiro tempo, os dois times criaram pouco, e quando o Verdão parecia clarear uma jogada, a conclusão não era boa. Lucas Lima e Borja, novidades, jogaram abaixo do esperado.

Na volta do intervalo, Mano Menezes lançou Luiz Adriano na vaga do colombiano, um dos poucos momentos em que os pouco mais de 22 mil torcedores comemoraram na arena. A troca, porém, mudou pouco o enredo.

O Palmeiras seguia apático, desatento nas disputas de bola e sem conseguir incomodar Paulo Victor. O pênalti de Gustavo Gómez, convertido por Everton Cebolinha, serviu para dar um pouco de graça em uma partida insossa, já que o Palmeiras precisou criar algo para empatar.

Ao sofrer o primeiro gol, os torcedores voltaram a protestar contra Maurício Galiotte e Alexandre Mattos. Já Mano Menezes fez uma troca para tentar deixar o Verdão mais perigoso: Ramires na vaga de Gómez, que se lesionou ao cometer a falta dentro da área.

O Palmeiras de fato jogou mais no ataque, mas só empatou em um pênalti besta cometido por Cortez em Dudu e batido por Bruno Henrique. Houve até uma pequena pressão pela virada, mas Pepe nos acréscimos revoltou o público no Allianz e decretou a vitória gremista por 2 a 1.

O time saiu de campo sob gritos de "sem vergonha", em um jogo que confirmou o fim de uma temporada abaixo do esperado no Palmeiras. Agora em terceiro lugar por conta dos critérios de desempate, há muito o que mudar para 2020. Principalmente na postura.

- O que a gente fala pro torcedor é: entendemos a chateação, o momento difícil, a angústia, a decepção. Mas saiba também que aqui todo mundo está assim. Quem não está assim, está fora (para 2020) - avisou Alexandre Mattos antes de começar o jogo. Será necessária uma reavaliação grande, portanto.














Role para baixo para continuar lendo
Anúncio

Leia também