Palmeiras tenta confirmar retomada em trinca inusitada contra o Grêmio

Thiago Ferri
LANCE!
Jogadores do Palmeiras durante treino na Academia de Futebol (Foto: Cesar Greco)
Jogadores do Palmeiras durante treino na Academia de Futebol (Foto: Cesar Greco)


O Palmeiras vive um momento inusitado e prepara-se para três jogos seguidos contra o Grêmio - dois pela Libertadores e outro pelo Campeonato Brasileiro. Com retrospecto a seu favor, o time de Luiz Felipe Scolari espera mostrar nesta sequência que recuperou-se do pior momento após a Copa América, ainda que as vitórias continuem raras.

Após a pausa, são dois triunfos (uma pela Copa do Brasil, na eliminação para o Internacional e outra pela Libertadores), cinco empates e duas derrotas. Mesmo que ainda sem ganhar no Brasileiro, a avaliação interna é de que o time teve melhor desempenho nos empates com Corinthians e Bahia.

Os dois primeiros confrontos com os gremistas serão em Porto Alegre (RS) - sábado, pelo Brasileiro, e terça, pela ida das quartas de final da Libertadores. E nas últimas duas idas à arena do adversário, o Verdão venceu - 3 a 1 no Brasileiro de 2017 e 2 a 0 no de 2018.

Na terça seguinte, dia 27, o duelo será no Pacaembu, onde o Palmeiras também leva vantagem contra o Grêmio. Desde 2014, graças a shows no Allianz Parque, os times fazem pelo menos uma partida por ano no estádio municipal - e o Verdão venceu todas.

Entre os jogos da Libertadores, apenas o Grêmio jogará pelo Brasileiro - sábado, contra o Athletico. O Palmeiras enfrentaria o Fluminense no domingo, mas não teria tempo o tempo de descanso mínimo antes do confronto pelas quartas. O Tricolor das Laranjeiras também não poderia atuar no sábado, pois joga na quinta seguinte pela Copa Sul-Americana. Por isso, a CBF adiou o encontro para 10/9.

- Ruim, ruim (a sequência só com o Grêmio). Parece que cria uma rivalidade, um jogo atrás do outro não é bom. Se fosse alternado (seria melhor), mas fazer o quê? Se por acaso tivermos a qualidade de passarmos pelo Grêmio, e o Internacional passar pelo Flamengo, devem acumular jogos seguidos com eles por Brasileiro e Libertadores. Ninguém pensou nisso, são datas e temos de cumprir - afirmou o técnico, em entrevista à rádio Energia 97.

Diante da mudança na agenda do Palmeiras, o Grêmio pediu o adiamento do jogo contra o Furacão, mas a CBF não acatou. O presidente Romildo Bolzan Júnior chegou a falar em favorecimento ao Verdão, e Dudu o respondeu.

- Acho que nem devo falar nisso, mas não tem condições de o Fluminense jogar na quinta e sábado, nem nós no domingo e na terça. Se foi adiado, temos de acatar. O Grêmio reclama, porque também tem o direito, passamos por isso de vários jogos seguidos. Aí mostra o elenco. Temos elenco para disputar estas competições, e o Grêmio também. Isto fica com a diretoria, com a CBF para discutir - respondeu.














Role para baixo para continuar lendo
Anúncio

Leia também