Palmeiras tem folga inédita em 'era Abel Ferreira', mas técnico fica sem poder desfrutar - entenda

Fabio Utz
·1 minuto de leitura

Desde que Abel Ferreira chegou ao Palmeiras, ele nunca teve uma semana inteira livre para treinamentos. Pois agora, bem no momento em que se encontra em Portugal curtindo alguns dias de folga, surge esse intervalo - é bem verdade que por circunstâncias incomuns.

Este conteúdo não está disponível devido às suas preferências de privacidade.
Para vê-los, atualize suas configurações aqui.

O Verdão, que no último domingo venceu a Ferroviária por 2 a 0, voltaria a campo nesta quarta (17) para enfrentar o São Bento, em jogo atrasado da terceira rodada do Campeonato Paulista. Depois que o governo de São Paulo decretou a paralisação de atividades esportivas no Estado por duas semanas, a partida chegou a ser confirmada para Belo Horizonte. No entanto, as autoridades mineiras, por meio do governador Romeu Zema, impediram que times de fora mandassem duelos no território. Com isso, restou à Federação Paulista de Futebol suspender o compromisso.

Este conteúdo não está disponível devido às suas preferências de privacidade.
Para vê-los, atualize suas configurações aqui.

A delegação sequer se deslocou, e o grupo ficou treinando na terça na Academia de Futebol. Além disso, sem bola rolando, ganhou uma folga nesta quarta. Como lembrar o GE.Globo, o maior tempo livre do Palmeiras na gestão de Abel Ferreira foi entre as semifinais da Copa do Brasil (contra América-MG, dia 30 de dezembro) e da Libertadores (diante do River Plate, em 5 de janeiro). Agora, se nada mudar, não há mais compromissos oficiais até o final do mês.

Para mais notícias do Palmeiras, clique aqui.

Quer saber como se prevenir do coronavírus? #FiqueEmCasa e clique aqui.