Palmeiras não sofria três gols em uma partida desde julho de 2016

Apesar de o atacante Willian Pottker ter dito na saída de campo que a vitória da Ponte Preta sobre o Palmeiras não fugiu à normalidade, o revés alviverde por 3 a 0 pegou os palmeirenses de surpresa. Além do começo arrebatador, com a Macaca abrindo 2 a 0 antes dos dez minutos, o placar em si também chama a atenção, já que não acontecia desde julho de 2016.

O Palmeiras não sofria três gols em um mesmo jogo desde o dia 31 de julho de 2016, contra o Botafogo, no Estádio Luso Brasileiro, no Rio de Janeiro. Na ocasião, Neilton marcou duas vezes, e Camilo, de pênalti, fechou o placar, que ainda teve Erik descontando para o Verdão.

Para chegar à final do Campeonato Paulista, dando a chance de Eduardo Baptista conquistar seu primeiro título na carreira, o Palmeiras precisa de uma vitória por quatro gols de diferença. Um triunfo com três tentos de vantagem leva o jogo para a decisão por pênalti.

A classificação direta parece ainda mais complicada ao se analisar as partidas do Palmeiras em 2017. Nesta temporada, o Verdão só conseguiu uma vitória por quatro gols, no dia 19 de fevereiro, quando bateu o Linense fora de casa por 4 a 0.

Já o placar que leva o jogo para os pênaltis é bem mais comum para o Alviverde neste ano. No Campeonato Paulista, o Palmeiras conseguiu o resultado contra a Ferroviária (4 a 1), São Paulo (3 a 0) e Novorizontino (3 a 0).

Leia mais:

Com Zé Roberto, Palmeiras sofre dobro de gols em relação a Egídio

O Palmeiras busca reverter a vantagem da Ponte Preta neste sábado, às 19h (de Brasília), no Estádio Palestra Itália. O Verdão folga nesta segunda e terça-feira, e retoma os treinamentos na Academia de Futebol apenas na manhã de quarta-feira.