Palmeiras revela motivo que causou demissão de Felipão

  • Opa!
    Algo deu errado.
    Tente novamente mais tarde.
Neste artigo:
  • Opa!
    Algo deu errado.
    Tente novamente mais tarde.
Felipão e Turra dividiam a missão de comandar o Palmeiras até 2 de setembro (Cesar Greco/Palmeiras)
Felipão e Turra dividiam a missão de comandar o Palmeiras até 2 de setembro (Cesar Greco/Palmeiras)

“O real motivo da demissão do Felipão foi o Paulo Turra. Ele brigou com os jogadores, comissão técnica e funcionários. Acabou com o ambiente, que sempre foi o forte do Felipão”. A frase é de um dirigente do Palmeiras, justificando a decisão do clube de dispensar Luiz Felipe Scolari dois meses atrás.

SIGA O YAHOO ESPORTES NO INSTAGRAM

O assunto voltou à tona depois que Paulo Turra, auxiliar-técnico de Felipão no Verdão, fez uma série de acusações durante o programa Resenha, da Espn, na última sexta-feira. Entre outras coisas, Turra assegurou que a comissão técnica não interferiu em qualquer das contratações de 2019 e revelou que a base não foi mais usada por responsabilidade da diretoria.

Leia também:

O Blog procurou pessoas próximas ao presidente Maurício Galiotte para ouvir o lado do Palmeiras. E foi nesse contexto que surgiu a informação de que Turra foi o responsável por acabar com a passagem do treinador pelo Allianz Parque.

“Alguns jogadores estavam próximos de bater no Turra e só não o faziam por respeito ao Felipão”, acrescenta a fonte alviverde. A irritação geral em relação a Turra se daria por causa da forma grosseira como ele tratava os demais.

De acordo com o Palmeiras, Felipão começou a permitir que Turra tivesse um papel mais importante nos treinos durante a pausa nos campeonatos, devido à Copa América. E assim continuou com a volta dos torneios, com o auxiliar comandando boa parte dos treinos. Muitas vezes, com xingamentos e ofensas, segundo o clube.

O Verdão também contesta a versão de que a comissão técnica não interferiu no planejamento. “Prass, Jaílson, Dracena e Jean tiveram seus contratos renovados a pedido do Felipão. Foi ele também quem pediu a contratação do Carlos Eduardo. Já o Felipe Pires foi indicado pelo Turra”, explica o palmeirense.

Ainda de acordo com o Verdão, Felipão teria dito a Galiotte: “Presidente, se você contratar o Felipe Pires e o Carlos Eduardo, pode vender o Dudu no meio do ano”.

Quanto à utilização da base, outra versão bem diferente do Palmeiras em relação a Turra. “O Felipão mandou emprestar o Artur (que foi para o Bahia) e o Pedrãoo (no América-MG). Ele disse que os dois precisavam jogar pra amadurecer”.

Veja mais de Jorge Nicola no Yahoo Esportes

Siga o Yahoo Esportes

Twitter |Flipboard |Facebook |Spotify |iTunes |Playerhunter

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos