Palmeiras preenche lacunas no elenco, mas segue em 'dívida' com principais pedidos de Abel Ferreira

·3 min de leitura


O Palmeiras concretizou a contratação de mais um reforço na última sexta-feira ao anunciar o volante Jailson. Foi o quarto jogador a chegar para a temporada 2022 e o quarto a suprir uma lacuna deixada por peças que saíram do elenco neste ano. No entanto, aqueles nomes pedidos por Abel Ferreira para deixar o grupo em um patamar acima ainda não foram entregues para o treinador.

TABELA
> Veja classificação e simulador do Paulistão-2022 clicando aqui

> Conheça o aplicativo de resultados do LANCE!

GALERIA
> Confira a pré-lista de inscritos do Palmeiras para o Mundial de Clubes

Até aqui, a pouco mais de 15 dias do prazo final para a inscrição de jogadores no Mundial de Clubes, o Verdão contratou o goleiro Marcelo Lomba, o meio-campista Eduard Atuesta, o atacante Rafael Navarro, e o volante Jailson. Todos chegaram para reforçar setores que foram desfalcados durante esta janela.

Lomba, por exemplo, foi trazido sem custos para ocupar a vaga deixada após a saída do goleiro Jaílson, que não renovou contrato. Já Atuesta e Jailson foram contratados para o setor do meio-campo, que perdeu Felipe Melo e Danilo Barbosa. Por fim, Navarro fechou acordo para ser um reforço para o ataque, uma vez que Willian, que era peça importante, também deixou o Alviverde.

Quem também não está mais no elenco é Luiz Adriano e Victor Luis. Um ainda procura novo destino e o outro foi emprestado ao Ceará e não volta mais. Sem contar Lucas Lima, que não faz parte dos planos da comissão técnica. Para a lateral esquerda não haverá reposição, pois Piquerez e Jorge estão no elenco. Lucas já não estava com o grupo. Mas para a função de Luiz a necessidade é dupla: primeiro para suprir essa lacuna e segundo para qualificá-la.

Não é segredo para ninguém que o grande desejo do técnico português e da torcida é um centroavante de peso. Taty Castellanos e Yuri Alberto foram os alvos que o clube agiu com mais força no mercado e, até aqui, as tentativas foram frustradas, principalmente pelos valores exorbitantes pedidos. Aliás, esse é o argumento da diretoria para ainda não ter trazido esse jogador.

Mas os desejos de Abel não param por aí. Ele também quer um zagueiro canhoto ou que esteja acostumado a jogar pelo lado esquerdo da defesa. Vale lembrar que o clube chegou a acertar com Valber Huerta, da Universidad Católica, do Chile, no entanto o defensor chileno não foi aprovado nos exames e o negócio acabou desfeito. Dessa forma, a busca por essa peça foi reiniciada.

Segundo apuração do LANCE!, nos próximos dias o clube deve avançar na negociação por um zagueiro. Por enquanto a direção e a comissão técnica têm avaliado jogadores oferecidos e, claro, nomes prospectados pelo setor de inteligência do Verdão. É por esse motivo que têm pipocado na mídia o interesse alviverde em diversos defensores, principalmente estrangeiros.

Enquanto isso, a busca por um centroavante segue mais complicada. Com a escassez de nomes disponíveis no mercado, os altos valores envolvidos quando o Palmeiras mostra interesse e a desvalorização da moeda brasileira, o clube não tem tido vida fácil para entregar o pedido de Abel Ferreira. Como reforçado por Leila Pereira e Anderson Barros durante a última semana, as finanças do Verdão não serão comprometidas e não pode haver erro nesse negócio.

Em meio a essa caçada pelo "camisa 9", a presidente e a diretoria encaram a insatisfação de parte da torcida palmeirense, que está ansiosa pelo cumprimento da promessa de contratação de um jogador de peso para a posição. Ao que parece, porém, não haverá loucuras e a política "pés no chão" parece disposta a iniciar a temporada sem ter esse tão sonhado centroavante.

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos