Palmeiras obedece regulamento e multa Lucas Lima e Patrick de Paula em 40% do salário, o máximo que o clube permite

  • Opa!
    Algo deu errado.
    Tente novamente mais tarde.
·1 minuto de leitura
  • Opa!
    Algo deu errado.
    Tente novamente mais tarde.


Após mais um caso de quebra de protocolo sanitário, dessa vez por parte de Patrick de Paula, o Palmeiras anunciou nesta segunda-feira (21) que irá aplicar mais uma multa, assim como foi com Lucas Lima, de acordo com o regulamento interno do clube.

Patrick de Paula flagrado após show: veja casos de atletas que aprontaram durante a pandemia

Tanto para o meia, quanto para o volante, a multa consta em 40% do salário de ambos os atletas, sendo a sanção máxima definida internamente pela diretoria do Palmeiras. O regulamento do clube não permite que multas e punições maiores sejam aplicadas, mesmo que a diretoria quisesse.

As punições acordadas seguem a Lei Pelé, que afirma que, em alguns casos, a relação clube e jogador pode ser pautada pela CLT (Consolidação das Leis do Trabalho) que, por sua vez, declara que o empregador é livre para para impor algumas regras de trabalho com o seu empregador.

>> Veja a tabela completa do Brasileirão

Além do valor financeiro, ambos os atletas ficarão afastados das atividades do clube até segunda ordem do Departamento de Futebol.

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos