Palmeiras não pretende aproveitar Borja, que se despede do Junior Barranquilla

LANCE!/NOSSO PALESTRA
·1 minuto de leitura


O atacante Miguel Borja, mesmo tendo contrato até o dia 31 de dezembro, deu adeus, através das redes sociais, ao Junior Barranquilla na noite desta quinta-feira (17). Com isso, retornará ao Palmeiras. O clube, porém, não tem interesse na utilização do jogador na atual temporada. A informação foi divulgada pelo jornalista Rodrigo Fragoso, do 'Esporte Interativo' e confirmada pelo NOSSO PALESTRA/LANCE!.

O Verdão entende que o atleta, ao regressar, não poderia ser inscrito no BID da CBF e, portanto, não entraria em campo. Para poder atuar pelo Verdão, a diretoria do clube, após o término do contrato de empréstimo, teria de entrar com um recurso na FIFA pedindo a liberação do centroavante, mas a alta cúpula alviverde não pretende realizar o pedido.

>> Confira o chaveamento da Libertadores e faça sua simulação

>> Opções não faltam! Confira o Top 5 por posição para a 26ª rodada no Cartola

Mesmo sem planos de utilizá-lo na temporada, o colombiano deve retornar ao maior campeão nacional, dado que o clube ainda não recebeu nenhuma proposta pelo jogador. O Junior Barranquilla, por sua vez, ainda tem a possibilidade de requisitar a extensão do empréstimo, mas não tem condições de comprar os direitos econômicos do atleta.

Miguel Borja chegou ao Palmeiras em 2017 e viveu seu auge no Brasil no ano seguinte, ao ser campeão brasileiro e artilheiro da Libertadores. O atacante tem contrato com o Verdão até 2021 e, se não for negociado, renovará com a equipe paulista até o fim de 2022 devido à clausulas contratuais – situação que pode se repetir e, com isso, o contrato terminaria ao final do ano de 2023.