Palmeiras mostra que o caminho deve ser longo para superar Dudu

Stats Perform News

Artilheiro e líder de assistências do Palmeiras neste século . Bastaria esta frase para mostrar a importância que Dudu teve nos cinco anos e meio em que vestiu a camisa alviverde, sendo protagonista de uma Copa do Brasil e dois títulos brasileiros. Transferido para o futebol do Qatar após problemas pessoais, sua ausência já vem sendo bastante sentida no time – algo de certa forma previsível.

Quer ver o melhor do futebol ao vivo ou quando quiser? Clique aqui e assine o DAZN!

Apesar da vitória por 2 a 0 sobre o Santo André , que levou a equipe treinada por Vanderlei Luxemburgo para a semifinal do Campeonato Paulista, o Palmeiras não teve boa atuação e a falta de criatividade necessária para furar barreiras defensivas quase fez a contenda ir para o drama das penalidades máximas. O duelo estava empatado sem gols até os minutos finais quando Felipe Melo e Marcos Rocha estufaram as redes.

Role para baixo para continuar lendo
Anúncio

Tido, ao lado de Lucas Lima, como responsável para herdar o posto de cérebro criativo do time – ainda que desde sua chegada não o tenha feito regularmente – Gustavo Scarpa foi quem bateu o escanteio na cabeça de Felipe Melo, antes de a bola sofrer ainda um desvio fatal em um jogador do Santo André até enfim entrar na rede.

Já o segundo gol foi aproveitando o espaço dado pelo adversário quando este avançou em busca de um empate que não veio: o lançamento espetacular do zagueiro Luan encontrou Luiz Adriano, que serviu Zé Rafael no chute defendido pelo goleiro Ivan antes de Marcos Rocha aparecer, como se fosse um centroavante, para, em movimento de queda, completar o 2 a 0.

Apesar de ter tido mais a bola (72% de posse), o Palmeiras não conseguiu transformar esta superioridade em muitas oportunidades de qualidade. No primeiro tempo, Willian, Gabriel Menino, Rony e Luiz Adriano formaram o quarteto de frente. No segundo tempo entraram Scarpa, Lucas Lima e Zé Rafael. O único que seguiu mostrando um poder decisivo maior foi Luiz Adriano.

Enquanto Vanderlei Luxemburgo luta para encontrar uma estratégia ofensiva satisfatória, e sem contar com quem seria o seu jogador mais decisivo, o melhor plano do Palmeiras contra o Santo André foi o uso das cinco substituições – onde consegue tirar do banco quantidades maiores de qualidade na comparação com o modesto oponente.

Ainda é pouco dentro das expectativas de ver um time propositivo e que apresente soluções na hora de enfrentar adversários que se fecham tanto. Dudu, o leitor dos espaços e dono dos passes decisivos que podem desatar os nós defensivos, faria falta em qualquer time brasileiro. Mas o recorte do Palmeiras de 2020 mostra que o caminho pode ser longo para a sua ausência ser superada.

Leia também