Palmeiras já gastou R$ 65mi em reforços para 2019

Yahoo Esportes
<em>Carlos Eduardo foi a contratação mais cara: R$ 25,4 milhões (Cesar Greco/Ag. Palmeiras)</em>
Carlos Eduardo foi a contratação mais cara: R$ 25,4 milhões (Cesar Greco/Ag. Palmeiras)

Tido como o melhor elenco do país em 2018, o Palmeiras é, de longe, o clube que mais gastou com reforços para a próxima temporada. O atual campeão brasileiro já investiu R$ 65,4 milhões com seus cinco novos atletas: o volante Matheus Fernandes, o meia Zé Rafael e os atacantes Carlos Eduardo, Arthur Cabral e Felipe Pires.

Receba notícias esportivas direto no seu WhatsApp

Role para baixo para continuar lendo
Anúncio

Flamengo, Internacional e Grêmio, que ficaram na segunda, terceira e quarta colocações do último Brasileirão, ainda não anunciaram de forma oficial qualquer novidade.

Do quinteto fechado pelo Palmeiras, só Felipe Pires não foi comprado. Ele chega por empréstimo junto ao Hoffenhaim, da Alemanha, por um ano – o Alviverde vai desembolsar R$ 1,8 milhão (€ 400 mil) pela cessão. Caso queira comprar o ponta, de 23 anos, em definitivo, será preciso investir mais R$ 13,3 milhões (€ 3 milhões) em dezembro de 2019.

Carlos Eduardo foi o reforço mais caro: R$ 25,4 milhões, que equivalem a US$ 6,5 milhões, junto ao Pyramids, do Egito. Ao menos, o investimento rendeu 100% dos direitos econômicos do ponta, de 22 anos, que havia surgido com destaque no Goiás em 2016. Na oportunidade, ele teve ofertas de São Paulo, Inter e Grêmio.

O segundo mais caro foi Zé Rafael, meia do Bahia. O presidente Maurício Galiotte desembolsou R$ 17,7 milhões (€ 4 milhões) para assegurar 70% do atleta, de 25 anos, e um dos maiores ladrões de bola do país. Depois, aparece o volante Matheus Fernandes, 20 anos, ex-Botafogo, por R$ 15,5 milhões (€ 3,5 milhões), que garantiram 75% dos direitos sobre uma futura venda.

Autor de 24 gols na temporada de 2018, Arthur Cabral trocou o Ceará pelo Verdão por R$ 5 milhões. O centroavante de 20 anos terá 60% de seu “passe” vinculado ao novo clube. “Estamos montando um time do Palmeiras para ser forte pelos próximos três anos”, ressalta Alexandre Mattos, justiticando a busca de vários jogadores extremamente novos.

Essa conta de R$ 65 milhões pode ficar bem mais alta nos próximos dias, se o sonho alviverde de contar com Ricardo Goulart progredir. O atacante já aceitou a oferta palmeirense. Agora, resta o mais difícil: a permissão do Guangzhou Evergrande. O time paulista topa pegá-lo por empréstimo ou até comprá-lo, dependendo dos valores.

CUSTO DOS REFORÇOS DO PALMEIRAS PARA 2019:
– Carlos Eduardo: R$ 25,4 milhões (US$ 6,5mi) – 100% dos direitos econômicos
– Zé Rafael: R$ 17,7 milhões (€ 4mi) – 70%
– Matheus Fernandes: R$ 15,5 milhões (€ 3,5mi) – 75%
– Arthur Cabral: R$ 5 milhões – 60%
– Felipe Pires: R$ 1,8 milhão (€ 400 mil) – empréstimo
TOTAL: R$ 65,4 milhões

Veja mais de Jorge Nicola

Leia também:
Presidente do Bahia diz que conversa com o Corinthians sobre Ramires
Dirigente projeta Mbappé melhor que CR7 e diz: “Mais decisivo que Neymar”
Patinador japonês tem nome e uniforme inspirados em Senna

Leia também