Palmeiras inicia defesa da Libertadores em meio a sequência negativa

·3 minuto de leitura

SÃO PAULO, SP (FOLHAPRESS) - Sem vencer há quatro jogos, em uma sequência na qual perdeu a disputa de duas finais, o Palmeiras inicia nesta quarta-feira (21) a defesa do título da Libertadores conquistado em janeiro. O atual campeão estreia diante do Universitario (PER), às 21h, no estádio Monumental U, em Lima. Fox Sports e Facebook exibem. Em seu último compromisso antes da viagem ao Peru, o time alviverde empatou com o Botafogo-SP, sem gols, pelo Campeonato Paulista. Com nove pontos somados, está na terceira posição do Grupo C, fora da zona de classificação à próxima fase. Abel Ferreira tem poupado os principais jogadores da equipe no Estadual, priorizando as finais e agora a Libertadores. Mesmo assim, o time acabou derrotado nas recentes decisões que disputou. Primeiro, perdeu a Supercopa do Brasil para o Flamengo e, depois, foi superado pelo Defensa y Justicia na Recopa Sul-Americana. Ambas nos pênaltis. A sequência negativa provocou protestos de torcedores. Depois da derrota no clássico com o São Paulo, no sábado (17), palmeirenses picharam os muros do Allianz Parque com frases como "Acorda, Abel", além de citar alguns jogadores, como Lucas Lima, Zé Rafael e Luiz Adriano. Em tom mais duro, o técnico disse no domingo (18) que pode deixar o clube se entenderem que ele está atrapalhando: "Quero deixar um aviso para toda a gente: quando eu for o problema do clube, eu deixo de ser o problema do clube. Da mesma maneira que decidi em um dia vir para cá, quando o treinador for o problema do clube, nós resolvemos". Campeão da Libertadores e da Copa do Brasil na temporada 2020, o treinador disse que "as pessoas têm pouca memória" e que os torcedores "podem pintar o que quiserem, xingar o que quiserem, a gente vai lá no outro dia e pinta, lava, coloca verde outra vez". Em meio ao momento de pressão, o Palmeiras terá pela frente nesta quarta um adversário que é somente o sexto colocado no Grupo A do Campeonato Peruano. Lá, 18 clubes são divididos em dois grupos, que se enfrentam em sistema de pontos corridos. Com três rodadas disputadas, o Universitario acumula uma vitória, um empate e uma derrota. Dono de 26 títulos nacionais, o clube foi vice-campeão da Libertadores em 1972, superado pelo Independiente (ARG). Além dos peruanos, o Defensa y Justicia (ARG) e o Independiente del Valle (EQU), que eliminou o Grêmio na terceira fase eliminatória, também estão no grupo do time alviverde. Para a estreia, Abel Ferreira terá como desfalques os atacantes Breno Lopes (lesão no joelho) e Gabriel Veron (lesão muscular) e o meia Lucas Lima (lesão muscular). Com dores no tornozelo, Zé Rafael passou a ser dúvida para a partida. Matías Viña, expulso na final da Recopa Sul-Americana, terá de cumprir suspensão automática e é outra baixa na equipe palmeirense. Além de defender o título, o Palmeiras também ostenta a melhor campanha da primeira fase nas últimas três edições da Libertadores, o que garante vantagem de decidir os mata-matas em casa. UNIVERSITARIO Carvallo; Diego Chávez, Federico Alonso, Quina e Brayan Velarde; Armando Alfageme, Gerson Barreto, Alberto Quintero, Hernán Novick e Luis Urruti; Enzo Gutierrez. T.: Angel Comizzo PALMEIRAS Weverton; Marcos Rocha, Luan, Gustavo Gómez e Victor Luís; Felipe Melo, Patrick de Paula, Wesley, Raphael Veiga e Rony; Luiz Adriano. T.: Abel Ferreira Estádio: Monumental, em Lima (PER) Horário: 21h (de Brasília) desta quarta-feira (21) Árbitro: Christian Ferreyra (URU) VAR: Rodolfo Otero (ARG)