Palmeiras goleia com recorde de Veiga e está nas oitavas da Libertadores

  • Opa!
    Algo deu errado.
    Tente novamente mais tarde.
Neste artigo:
  • Opa!
    Algo deu errado.
    Tente novamente mais tarde.

SÃO PAULO, SP (UOL/FOLHAPRESS) - O Palmeiras não teve qualquer dificuldade para vencer o Independiente Petrolero (BOL) por 5 a 0, nesta terça-feira (3), em Sucre, e garantir sua classificação para as oitavas de final da Copa Libertadores no primeiro lugar de seu grupo.

Raphael Veiga anotou três vezes e se tornou o maior artilheiro do Palmeiras na história do torneio, com 14 gols, superando Rony, que tem 13.

Rafael Navarro e Murilo ampliaram para o Palmeiras, que tem agora 20 gols em quatro partidas e a absurda média de cinco gols anotados por jogo. Para completar, com sete tentos, Rafael Navarro segue como goleador máximo da competição. Veiga tem seis.

Abel Ferreira surpreendeu e começou o jogo com seus principais jogadores. Se um time misto já havia sido mais que suficiente para o Palmeiras atropelar o Petrolero em casa por 8 a 1, o time completo só não fez um placar ainda mais largo na Bolívia porque dosou seu esforço em campo.

O Palmeiras tem mais dois jogos pela fase de grupos da Libertadores: recebe o Emelec (EQU), no próximo dia 18, e joga contra o Deportivo Táchira (VEN), no dia 24. Com 100% de aproveitamento, o Palmeiras segue em busca de seu grande objetivo, que é ter a melhor campanha geral e garantir mando de campo nos segundos jogos até a semifinal, caso se classifique.

Pelo Campeonato Brasileiro, o Palmeiras recebe o Fluminense no próximo domingo (8).

CRONOLOGIA

Em ritmo de treino, o Palmeiras abriu o placar aos 16min com Raphael Veiga cobrando pênalti. Foi seu 21º gol cobrando penalidade, 19 deles durante o tempo normal de jogo. Veiga ampliou aos 21min, após inversão de Veron que encontrou Dudu na área. O camisa 7 só rolou para Veiga fazer 2 a 0.

Na segunda etapa, Veiga acertou lindo chute de fora da área para fazer seu primeiro hat-trick na carreira. O goleiro Ayala nem se mexeu na jogada, aos 14min. Dois minutos depois, foi a vez de Navarro disputar jogada na área, se livrar da marcação e fazer o quarto.

Aos 28, foi a vez de Murilo cabecear livre, após escanteio cobrado por Gustavo Scarpa e fazer 5 a 0.

O jogo estava nos acréscimos quando, uma disputa na intermediária, o ex-palmeirense Churry Cristaldo largou o cotovelo no rosto zagueiro Murilo. O vermelho veio direto. E, por reclamação, o técnico Juan Robledo também acabou expulso.

Estádio: Olímpico Patria, em Sucre (BOL)

Árbitro: Nicolás Lamolina (ARG)

Auxiliares: Maximiliano del Yesso e Daiana Milone (ARG, ambos)

Gols: Raphael Veiga, aos 16 e aos 21min do 1º tempo, e aos 14min do 2º tempo; Navarro, aos 16min do 2º tempo; Murilo, aos 28min do 2º tempo (PAL)

Cartões Amarelos: Marcos Rocha, Rony, Mayke e Wesley (PAL); Alaca (PET)

Cartões Vermelho: Cristaldo e Juan Robledo (Técnico) (PET)

I. PETROLERO:

Ayala; Velázquez, Silva, Chiatii e Alaca; Bejarano (Acuña), Florenciañez (Martinez), Ali (Reina) e Ramirez (Velasco); Correa (Suárez) e Cristaldo. T.: Juan Robledo

PALMEIRAS

Weverton; Marcos Rocha (Mayke), Gustavo Gómez, Murilo e Piquerez; Danilo (Gabriel Menino), Zé Rafael e Raphael Veiga (Scarpa); Dudu (Wesley), Rony (Navarro) e Gabriel Veron. T.: Abel Ferreira

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos