Palmeiras foi um "trator" ofensivo contra o Sport

·1 min de leitura
Luiz Adriano comemora o seu gol, na vitória de 2 a 1 sobre o Sport. Foto: Marcello Zambrana/AGIF

O time do Palmeiras mereceu a virada sobre o Sport, no fechamento da 28ª rodada da Série A do Brasileiro. Foi um bombardeio do início ao fim da partida, mesmo que o Sport tenha largado na frente, aos três minutos. Depois que levou o gol de contra-ataque, o Palmeiras mandou na partida. Se o time fosse um pouco eficiente, teria empatado antes do intervalo. A vantagem pernambucana foi injusta, pelo volume palmeirense. 

Na segunda etapa, com Scarpa no lugar de Danilo, o Palmeiras aumentou a pressão e fez um gol "sem querer" de Luiz Adriano, com a bola batendo no corpo do atacante e desviando do bom goleiro Maílson, o melhor em campo. Na comemoração, Luiz Adriano pediu silêncio à torcida, num gesto bobo e desnecessário. 

Leia também:

Com a igualdade no placar e as entradas de Willian e Deyverson, o Palmeiras encurtou os espaços do Sport e criou inúmeras oportunidades. Foram 23 escanteios e num deles, Felipe Melo aproveitou e fez o segundo gol, dando justiça ao escore. O 2 a 1 saiu barato para o Sport, que escapou de uma goleada no Allianz Parque. 

Agora, o Palmeiras luta pelo vice-campeonato brasileiro e encorpa para a decisão da Libertadores da América. A formação titular está praticamente definida para o confronto com o Flamengo, com Weverton; Mayke (Gabriel Menino), Luan, Gomez e Piquerez; Felipe Melo, Zé Rafael (Danilo) e Veiga; Rony, Luiz Adriano e Dudu. 

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos