Palmeiras faz treino de contra-ataque e anti-impedimento na Academia

Fellipe Lucena
Depois de esboçar o time com Guerra, treinador fará um novo teste na atividade desta quinta, no Pacaembu, sem a presença de jornalistas. Keno e Michel estão na disputa

Eduardo Baptista comandou um treinamento focado em um defeito que o Palmeiras apresentou na vitória por 1 a 0 sobre o Jorge Wilstermann (BOL) - o excesso de impedimentos - e em uma situação que a equipe tem boas chances de encontrar na Vila Belmiro, às 18h30 de domingo, contra o Santos - o contra-ataque contra uma defesa bem adiantada.

A atividade, porém, não foi voltada especificamente na partida do fim de semana, já que os titulares do duelo com os bolivianos ficaram na parte interna fazendo atividades regenerativas e não participaram.

No exercício, quatro jogadores tinham de atacar uma defesa que se posicionava com três atletas em linha, na intermediária defensiva. Eduardo e seus auxiliares, Pedro Gama e Cláudio Prates, cobravam movimentação, troca de passes em velocidade e profundidade e muito cuidado com a linha de impedimento. O atacante Keno fez as melhores jogadas.



O zagueiro Vitor Hugo, que cumpriu suspensão na partida da Libertadores e ficará fora das duas próximas partidas do Paulistão também para cumprir gancho, treinou mais cedo na Academia e depois foi liberado para resolver questões particulares.

E MAIS: