Palmeiras falha no primeiro grande teste da temporada

Palmeiras falha no primeiro grande teste da temporada

LUIZ COSENZO

SÃO PAULO, SP (FOLHAPRESS) - O elenco milionário do Palmeiras sucumbiu em sua primeira competição de 2017. O atacante Borja, por exemplo, que passou em branco, custou R$ 32 milhões -pagos pela patrocinadora Crefisa.

Neste sábado (22), o ataque parou no ferrolho da Ponte Preta. O time venceu por apenas 1 a 0, no Allianz Parque, pela partida de volta da semifinal. Sem conseguir reverter a vantagem obtida pelo rival, foi eliminado do Paulista.

A equipe alviverde precisava vencer por ao menos três gols diferença para decidir a classificação nos pênaltis, já que perdeu o primeiro jogo por 3 a 0, em Campinas.

A Ponte Preta busca agora o seu primeiro título de expressão em 117 anos. Foi vice-campeão paulista em cinco oportunidades: 1970, 1977, 1979, 1981 e 2008.

O clube tentará pôr fim ao jejum contra Corinthians ou São Paulo, que duelam neste domingo (23), no Itaquerão.

Há 20 anos, a Ponte Preta estava à beira da falência. Tinha cinco meses de salários atrasados e teve até os sofás do estádio penhorados.

O Palmeiras vai disputar três competições: Libertadores, Copa do Brasil e Brasileiro. O time estreia nos dois últimos torneios só em maio.

Antes de fazer o primeiro jogo pelo Brasileiro no dia 14 -enfrenta o Vasco-, o Palmeiras tem duas partidas pela Libertadores: pega Peñarol nesta quarta (26) e o Jorge Wistermann, no dia 3.

Nesse intervalo, Eduardo Baptista pode definir seus titulares. Desde o início do ano, o treinador só repetiu uma vez a mesma formação em dois jogos consecutivos.

No duelo contra a Ponte Preta, ele mudou o time em relação à derrota em Campinas. Deixou o lateral esquerdo Zé Roberto e o atacante Willian no banco de reservas e escalou Egídio e Róger Guedes, respectivamente.

O Palmeiras dominou o primeiro tempo e exigiu boas defesas de Aranha, mas não conseguiu abrir o placar.

No segundo tempo, o time de Eduardo Baptista continuou pressionando. O treinador pôs Michel Bastos e Willian em campo, mas não conseguiu reverter a desvantagem.

O único gol do jogo foi marcado por Felipe Melo. Aos 37 min, após cobrança de escanteio, Aranha saiu mal e o volante empurrou para a rede.

PALMEIRAS: Fernando Prass; Jean, Mina, Dracena e Egídio (Keno); Felipe Melo; Tchê Tchê (Michel Bastos), Guerra, Roger Guedes e Dudu; Borja (Willian).

T.: Eduardo Baptista.

PONTE PRETA: Aranha; Jerferson (Naldo), Marllon, Yago e Artur; Fernando Bob, Elton e Jádson (Wendel); Clayson (Lins), Lucca e Pottker

T.: Gilson Kleina

Árbitro: Raphael Claus

Auxiliares: Bruno Salgado Rizo e Salim Fende Chavez

Público/Renda: 39.086/R$ 2.912.614,52

Cartões amarelos: Felipe Melo, Dudu e Guerra (Palmeiras); Marllon, Fernando Bob (Ponte Preta)

Gol: Felipe Melo (Palmeiras), aos 37 minutos do segundo tempo