Palmeiras estreia na Libertadores com 'dúvidas': desempenho em jogos grandes ficou abaixo do esperado

Goal.com

O Palmeiras teve um bom começo de ano na 'pré-temporada' estendida pela fase de grupos do Campeonato Paulista e começa a parte mais importante de 2020 nesta quarta-feira (4), contra o Tigre, na casa do adversário, pela fase de grupos da Copa Libertadores da América. Um problema surgiu, porém, com o futebol apresentado nos jogos 'grandes' do ano até aqui.

O desempenho do Alviverde em clássicos até agora tem dois empates, ambos sem gols, contra São Paulo e Santos, além de um revés para o Red Bull Bragantino, outro time do Brasileirão Série A.

O último dos embates, no sábado (29), mostrou um time menos impositivo do que nas outras vezes em que entrou em campo , apostando mais no contra-ataque para surpreender um Peixe que não mostrava grande capacidade técnica.

Role para baixo para continuar lendo
Anúncio

Até aqui, foram ainda um gol marcado e dois sofridos frente a equipes da elite, aproveitamento na casa dos 23%. Nos outros cinco jogos, 14 gols marcados e apenas um sofrido em cinco vitórias, 100% de aproveitamento e uma mudança drástica no desempenho demonstrado.

Ainda que tenha sido superior ao Tricolor em um duelo que pouco pode valer para o restante do ano, na segunda rodada do Campeonato Paulista, com um forte calor em Araraquara e sem jogadores como Bruno Henrique, Viña e Rony, o Verdão também não conseguiu apresentar fluidez de jogo ao encarar um rival à altura.

Lucas Lima Palmeiras São Paulo Paulista estadual 25 01 2020
Lucas Lima Palmeiras São Paulo Paulista estadual 25 01 2020

O cenário se repetiu até quando teve pela frente um clube sem a história dos rivais, mas também pertencente à Série A. Diante do Red Bull Bragantino, o Verdão atuou sem grande intensidade, viu o adversário abrir 2 a 0 e não teve forças para buscar o empate.

Os vacilos até agora, porém, pouco custaram à equipe. Ainda que esteja atrás do Santo André e com o Novorizontino na sua cola no Paulista, com o azar de contar com duas das melhores campanhas do torneio na sua chave, o Palmeiras está se classificando à próxima fase do Estadual no momento .

O problema é que, em um torneio de tiro curto como a Libertadores, os erros devem ser minimizados pelo temor de comprometerem uma classificação no futuro. Ou seja, diante do Tigre, o Palmeiras não pode se dar ao luxo de ter uma atuação sem tanta intensidade em novo teste de alto nível.

"Os jogadores vão entender que nossas conquistas vão depender de nós. Você não ganha o próximo jogo com um resultado passado, você ganha se jogar. Nós não jogamos", disse Luxemburgo após o revés frente ao Bragantino. Certamente, uma lição para se levar a campo na Argentina.

Leia também