Palmeiras está 'maduro' para fase de mata-mata, diz Eduardo Baptista

SÃO PAULO, SP (UOL/FOLHAPRESS) - O Palmeiras cumpriu o primeiro objetivo da temporada ao finalizar o Campeonato Paulista na primeira colocação geral. O resultado traz confiança para elenco e comissão técnica. Cercado da pressão pelo sucesso do antecessor Cuca, Eduardo Baptista finaliza o mês de março aliviado e confiante com o período de decisões.

Neste final de semana, o Palmeiras inicia contra o Novorizontino, fora de casa, a disputa por um lugar na semifinal do Paulistão. Mesmo diante de dois tropeços -derrota por 1 a 0 para a Ponte Preta e empate por 2 a 2 com o rebaixado Audax-, o elenco se encontra pronto, pelo menos na visão da comissão técnica.

"Vejo um time mais maduro, um time que ganha opções. O último jogador que queria observar em jogo entrou hoje [quarta], o Hyoran. É mais um atleta que você ganha, com mais uma característica diferente. São jogadores agora fisicamente preparados. Entraremos muito forte neste mês de abril", declarou Eduardo Baptista.

Para o compromisso do final de semana contra o Novorizontino, fora de casa, o Palmeiras não conta com dois dos atletas mais maduros do elenco. Vitor Hugo (terceiro cartão amarelo) e Zé Roberto (expulso) estão suspensos e desfalcam a equipe alviverde no interior.

Nada, no entanto, que preocupe Eduardo Baptista. O amadurecimento coletivo citado anteriormente garante o elenco devidamente preparado para o maior momento de pressão deste início de temporada.

"A gente tem um elenco qualificado. No lugar do Zé Roberto tem o Egídio, que vem bem. Temos o Mina e o Antônio Carlos para a defesa. Os desfalques não são um motivo para se preocupar", garantiu o treinador.

A preparação do Palmeiras para o confronto de quartas de final inicia na tarde desta quinta-feira (30). O elenco, que deve contar com os retornos dos convocados Alejandro Guerra (Venezuela), Yerry Mina e Miguel Borja (Colômbia), trabalha a partir das 15h30 (de Brasília), na Academia de Futebol.