Palmeiras esbarra em negociações complexas após definição de alvos


O Palmeiras é o único dos grandes de São Paulo que ainda não contratou jogadores para a temporada 2023, mas parece ter entrado de vez no mercado para buscar as peças que precisa. Acontece que os alvos definidos pelo clube apresentam casos complexos para ser "tirados" de seus atuais times. Matheus Henrique, do Sassuolo-ITA e Michael, do Al Hilal-SAU, são os nomes desejados, mas as conversas terão de ser longas se o Verdão quiser insistir em suas chegadas.

> Veja classificação e simulador do Paulistão-2023 clicando aqui

Entre os dois citados, o primeiro alvo que se tornou público foi Matheus, que seria o atleta para substituir Danilo, vendido ao Nottingham Forest-ING. A princípio, o Alviverde ainda não formalizou uma oferta aos italianos, mas sabe mais ou menos o que é preciso para agradá-los. O volante é avaliado entre 8 e 10 milhões de euros (entre R$ 45 milhões e R$ 56 milhões), valor que não será desembolsado pelo Verdão. A ideia é propor a compra de parte dos direitos do jogador.

As conversas, porém, estão andando de uma forma não muito rápida, uma vez que o Palmeiras tenta bolar um modelo de proposta que esteja dentro das condições financeiras do clube. Lembrando que qualquer uma das alternativas deverá envolver pagamento parcelado. Apesar de ter finanças equilibradas, o Alviverde teve problemas de fluxo de caixa no ano passado e não tem tido "folga" com suas receitas. Por isso é preciso esperar o melhor momento para usar o dinheiro. São aguardadas as primeiras parcelas das vendas de Danilo e de Endrick ainda neste mês de janeiro.

O Sassuolo deseja definir um substituto para Matheus antes de liberá-lo, o que também pode gerar complexidade ao negócio. Um caso parecido é o de Michael no Al Hilal-SAU, o outro alvo do Palmeiras no mercado. No entanto, a situação é diferente e até mais complexa, pois não depende tanto da vontade alviverde ou da saúde financeira do clube, a questão é com uma punição da Fifa.

> Veja as principais transferências no Mercado da Bola do LANCE!

Essa punição proíbe o Al Hilal de contratar jogadores em duas janelas de transferências, uma delas já foi cumprida e agora cumpre a segunda. Às vésperas do Mundial de Clubes, que acontece em fevereiro, os sauditas não querem perder uma peça importante sem poderem repô-la no mercado. Por isso, segundo apurou a reportagem, o Palmeiras ainda nem chegou a fazer uma proposta, pois vê a situação como muito complicada. Mesmo assim, a diretoria não descarta a possibilidade.

Matheus Henrique - Napoli x Sassuolo
Matheus Henrique - Napoli x Sassuolo

Matheus Henrique é o outro alvo do Palmeiras (Foto: Divulgação/Sassuolo)

Os dirigentes palmeirenses também souberam que um acordo por empréstimo é improvável, portanto a proposta teria de ser pela compra, o que acarretaria desembolsar mais um alto valor pelos próximos meses ou anos. Para se ter uma ideia, o Al Hilal pagou 8,5 milhões de dólares (R$ 46 milhões na cotação da época) ao Flamengo no início de 2022 para levar o jogador para lá.

> Saiba qual será o elenco do Palmeiras para a temporada 2023

Assim, por mais que finalmente tenha avançado em nomes para reforçar o elenco, o Palmeiras esbarra em negociações complexas, que vão ao encontro do que Abel Ferreira falou sobre o tema quando soltou a frase "qualidade custa caro", e custa mesmo. Por isso as conversas por tais jogadores e suas possíveis negociações devem demandar tempo e dinheiro do clube. Resta ao torcedor ter paciência, mesmo tendo visto Danilo e Gustavo Scarpa saindo e já fazendo falta.