Palmeiras enfrenta América-MG em busca de equilíbrio na defesa

·2 minuto de leitura

SÃO PAULO, SP (FOLHAPRESS) - Em segundo lugar no Campeonato Brasileiro, o Palmeiras enfrenta o América-MG nesta quarta-feira (6). A diferença para o líder Atlético-MG é de 10 pontos, mas a preocupação do técnico Abel Ferreira é outra: o desempenho defensivo da equipe.

A partida será realizada às 21h30, no Estádio Independência, em Belo Horizonte, com transmissão da Globo e do Premiere.

Dos 20 times do torneio, apenas quatro sofreram mais gols do que os 26 do Palmeiras, sendo que três deles ocupam as últimas posições da tabela: a Chapecoense (36), última colocada da competição, o Bahia (35), 17º e também na zona de rebaixamento, o Santos (28), 16º, e o Athletico (29), 9º.

No último domingo (3), de novo por não conseguir jogar em casa sem levar gols, a equipe alviverde ficou no 1 a 1 com o Juventude, atual ocupante da 15ª posição na tábua de classificação.

O que causa irritação no treinador português é ver que o time não apresenta no Brasileiro a solidez defensiva que o levou à final da Libertadores contra o Flamengo, partida que será disputada em 27 de novembro.

"[Os jogadores] foram avisados que [o Juventude] iria procurar a bola parada e a transição. Era fundamental ter segurança, paciência e velocidade. Os números são claros como água. Temos média de gols sofridos de times da zona de rebaixamento. Temos de melhorar o compromisso coletivo defensivamente porque é o que essa equipe tem na Libertadores", se queixou.

Nos últimos sete jogos pelo Brasileiro, apenas em um (vitória por 2 a 0 sobre a Chapecoense) o Palmeiras não sofreu gols. No mesmo período, foram quatro confrontos de mata-mata pelo torneio sul-americano, sendo dois deles no Allianz Parque, sem ser vazado.

"Os números não mentem. Não posso entrar em campo e sofrer gols da forma que estamos sofrendo. Não posso ter 22 jogos e 26 gols sofridos. É falta de compromisso coletivo defensivo", completou Abel Ferreira, descontente após o empate do último final de semana.

Para enfrentar o América-MG, ele não poderá escalar os jogadores convocados para as partidas das Eliminatórias para a Copa do Mundo: Weverton (Brasil), Piquerez (Uruguai) e Gustavo Gómez (Paraguai). Marcos Rocha, com lesão muscular, foi vetado pelo departamento médico. Mayke ainda se recupera de cirurgia no joelho.

Assim, Abel deve escalar a seguinte formação: Jailson; Gabriel Menino, Luan, Renan e Jorge; Felipe Melo, Danilo, Raphael Veiga e Dudu; Wesley e Luiz Adriano.

O português deixa claro que considera que seus jogadores precisam ter no Brasileiro a mesma atenção que mostram na Libertadores.

"Por que temos um empenho na Libertadores extraordinário? Porque está com foco e atenção no máximo. É uma crítica coletiva e o treinador está dentro. Não é da defesa ou dos avançados. É de todos."

Estádio: Independência, em Belo Horizonte (MG)

Horário: 21h30 (de Brasília) desta quarta-feira (6)

Árbitro: Leandro Pedro Vuaden (RS)

VAR: Daniel Nobre Bins (RS)

Transmissão: TV Globo e Premiere

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos