Palmeiras empata com São Paulo nos acréscimos e tira chances de título do rival

·2 minuto de leitura
SÃO PAULO, SP, 19.02.2021 – SÃO PAULO-PALMEIRAS: Partida entre São Paulo e Palmeiras, válida pela partida adiada da 34ª rodada do Campeonato Brasileiro Série A 2020/2021, realizada no estádio do Morumbi, na capital paulista, nesta sexta-feira (19). (Foto: Joca Duarte/Photo Press/Folhapress)
SÃO PAULO, SP, 19.02.2021 – SÃO PAULO-PALMEIRAS: Partida entre São Paulo e Palmeiras, válida pela partida adiada da 34ª rodada do Campeonato Brasileiro Série A 2020/2021, realizada no estádio do Morumbi, na capital paulista, nesta sexta-feira (19). (Foto: Joca Duarte/Photo Press/Folhapress)

SÃO PAULO, SP (FOLHAPRESS) - São Paulo e Palmeiras empataram por 1 a 1, na noite de sexta-feira (19), no Morumbi, um resultado decidido com um gol alviverde aos 48 minutos do segundo tempo. Rony balançou a rede e definiu o placar, que tirou as chances de título do rival no Campeonato Brasileiro -Luciano tinha aberto o placar de pênalti.

Agora com 63 pontos e na terceira colocação, o time tricolor tem o vice-campeonato como melhor cenário possível nas duas rodadas finais. Resta como objetivo permanecer entre os quatro primeiros para assegurar uma vaga direta na fase de grupos da Copa Libertadores.

Para o Palmeiras, que já está classificado à principal competição sul-americana como defensor do título, o jogo não teve grandes efeitos práticos na tabela. O time alviverde apenas tenta achar um bom ritmo para a decisão da Copa do Brasil, contra o Grêmio, que começará no próximo dia 28.

O clássico começou de maneira truncada, com as disputas restritas ao meio de campo na maior parte do tempo. O campeão continental era ligeiramente mais perigoso quando se aproximava da área, mas pouco conseguiu na primeira etapa além de um cruzamento de Viña no qual Luiz Adriano reclamou de pênalti de Bruno Alves.

O que se viu do outro lado foi similar: poucas chegadas bem trabalhadas e uma reclamação de pênalti, após disputa pelo alto de Pablo com Gustavo Gómez. A melhor chance apareceu nos acréscimos, quando Igor Gomes ficou com sobra na área e bateu por cima.

A partida não melhorou muito após o intervalo, mas o São Paulo passou a atacar de maneira um pouco mais agressiva e foi premiado em um cruzamento de Toró cortado por Mayke com o braço. Leandro Vuaden apitou o pênalti depois de consultar as imagens, e Luciano acertou o ângulo direito na cobrança, aos 29min.

Irritado com a arbitragem, Abel Ferreira procurou fazer alterações ofensivas no Palmeiras, tentando evitar mais uma derrota. O empate foi alcançado nos acréscimos, quando Rony recebeu na ponta esquerda, encarou Juanfran e bateu. O desvio em Luan no caminho tirou da jogada o goleiro Tiago Volpi.

SÃO PAULO

Tiago Volpi; Juanfran, Bruno Alves, Arboleda e Reinaldo; Luan, Daniel Alves, Tchê Tchê e Igor Gomes (Jonas Toró); Luciano (Hernanes) e Gonzalo Carneiro (Pablo). Técnico: Marcos Vizolli (interino).

PALMEIRAS

Weverton; Mayke, Luan, Gustavo Gómez e Viña; Felipe Melo, Patrick de Paula (Gustavo Scarpa) e Raphael Veiga (Lucas Lima); Rony, Willian (Breno Lopes) e Luiz Adriano. Técnico: Abel Ferreira.

Estádio: Morumbi, em São Paulo (SP)

Juiz: Leandro Pedro Vuaden (RS)

Cartões amarelos: Tchê Tchê, Daniel Alves (São Paulo); Gustavo Gómez, Abel Ferreira (Palmeiras)

Gols: Luciano, aos 28 minutos do segundo tempo (São Paulo); Rony, aos 47 minutos do segundo tempo (Palmeiras)