Palmeiras empata com Ceará e está na semifinal da Copa do Brasil

·3 minuto de leitura
FORTALEZA, CE, 18.11.2020 – CEARÁ-PALMEIRAS: Partida entre Ceará e Palmeiras, válida pela partida de volta das quartas de finais da Copa do Brasil 2020, realizada na Arena Castelão, em Fortaleza (CE), na noite desta quarta-feira (18). (Foto: Kely Pereira/Agif/Folhapress)
FORTALEZA, CE, 18.11.2020 – CEARÁ-PALMEIRAS: Partida entre Ceará e Palmeiras, válida pela partida de volta das quartas de finais da Copa do Brasil 2020, realizada na Arena Castelão, em Fortaleza (CE), na noite desta quarta-feira (18). (Foto: Kely Pereira/Agif/Folhapress)

SÃO PAULO, SP (FOLHAPRESS) - O Palmeiras confirmou na noite de quarta-feira (18) sua classificação às semifinais da Copa do Brasil. Mesmo com muitos desfalques, a equipe alviverde obteve um empate por 2 a 2 com o Ceará que lhe foi suficiente para assegurar uma vaga entre as quatro melhores da competição.

O time paulista já foi ao Nordeste com uma grande vantagem, construída no triunfo por 3 a 0 no jogo de ida, em São Paulo. Na partida de volta, marcou duas vezes no primeiro tempo, com Raphael Veiga, e comprometeu ainda mais as já mínimas possibilidades de reação do adversário.

Os donos da casa mostraram força para ao menos evitar nova derrota e impediram o que seria a nona vitória consecutiva do Palmeiras. De qualquer maneira, os comandados de Abel Ferreira -suspenso por expulsão no confronto anterior- avançaram e vão encarar Internacional ou América-MG pelo direito de jogar a final.

No Castelão, o clube alviverde usou uma formação com vários reservas, entre eles o jovem atacante Anibal, de 20 anos. Mesmo assim, conseguiu evitar sustos e ampliar sua vantagem na etapa inicial.

Derrotado em São Paulo, o Ceará buscava acelerar o jogo, mas não tinha jogadores de velocidade para isso. Assim, insistia nos cruzamentos, que naquele momento não criavam maiores problemas para os visitantes.

O Palmeiras avançou sem pressa e chegou ao gol em um pênalti sofrido por Raphael Veiga. Ele mesmo fez a cobrança, aos 28 minutos. Pouco antes do intervalo, aos 50, Lucas Lima ficou com sobra na esquerda e passou para Veiga marcar de letra.

Com uma diferença de cinco gols na soma dos placares, o time baixou a guarda. No comando da equipe no banco, o auxiliar palmeirense Vítor Castanheira já fazia substituições para dar descanso a alguns jogadores, quando o Ceará mostrou alguma vida no embate, partindo para cima e conseguido duas bolas na rede.

Aos 12 minutos do segundo tempo, Vina fez boa tabela com Lima e bateu no canto esquerdo de Weverton. Aos 17, Tiago subiu bem após cobrança de escanteio e cabeceou no travessão. A bola quicou dentro do gol, algo bem observado pelo bandeira.

O Ceará ainda chegou a se animar com um pênalti, que acabou sendo anulado com a intervenção do árbitro de vídeo. O placar não voltou a ser mexido, e o Palmeiras confirmou sua classificação.

CEARÁ

Fernando Prass; Samuel Xavier, Luiz Otávio (Eduardo Brock), Tiago Pagnussat, Bruno Pacheco; Charles (Fabinho), Lima e Vina (Mateus Gonçalves); Fernando Sobral (Wescley), Leandro Carvalho (Léo Chú) e Felipe Vizeu. T: Guto Ferreira

PALMEIRAS

Weverton; Marcos Rocha, Emerson Santos, Renan e Mayke; Patrick de Paula, Zé Rafael (Ramires) e Raphael Veiga (Esteves); Lucas Lima (Gustavo Gómez), Willian (Luiz Adriano) e Aníbal (Marcelinho). T: Vitor Castanheira (auxiliar)

Estádio: Arena Castelão, em Fortaleza (CE)

Árbitro: Paulo Roberto Alves Junior (PR)

Assistentes: Victor Hugo Imazu dos Santos e Rafael Trombeta (ambos do PR)

VAR: Adriano Milczvski (PR)

Cartões amarelos: Charles, Felipe Silva, Guto Ferreira, Fernando Sobral, Alexandre Faganello (auxiliar) e Luiz Otávio (C); Ramires, Weverton e Patrick de Paula (P)

Cartões vermelhos: Leandro Carvalho (C)

Gols: Raphael Veiga, aos 28min e aos 50min do primeiro tempo; Vina, aos 11min, e Tiago Pagnussat, aos 17min do segundo tempo