Palmeiras e Santos jogam contra situação incômoda no Paulista

·3 minuto de leitura

SÃO PAULO, SP (FOLHAPRESS) - O Campeonato Paulista está longe de ser a prioridade de Palmeiras e Santos, que decidiram a última Copa Libertadores e iniciaram sua caminhada para retornar à final continental. Mas não faz parte dos planos uma eliminação ainda na primeira fase, e essas equipes lutam para evitar o risco de adeus precoce. Os dois times entrarão em campo nesta sexta-feira (23) buscando melhorar suas situações na tabela. A formação alviverde enfrentará o Guarani, às 20h, em Campinas. A agremiação alvinegra atuará em Novo Horizonte, às 22h15, contra o Novorizontino. Ambas as partidas serão transmitidas pelo Premiere. No caso do Palmeiras, o duelo no Brinco de Ouro da Princesa é vital para as chances de classificação no Grupo C. A chave se mostrou a mais complicada do Estadual e é liderada pelo Red Bull Bragantino, com 20 pontos em nove jogos. O Novorizontino está em segundo, com 14 pontos em sete jogos. O campeão sul-americano aparece em terceiro, com nove pontos em seis jogos. A diferença no número de partidas complica a visualização da tabela. De qualquer maneira, está claro para os comandados de Abel Ferreira que tropeçar novamente poderá tornar a situação praticamente irreversível, já que apenas os dois primeiros colocados do grupo avançarão para disputar as quartas de final. Em seus compromissos mais recentes no Paulista, o Palmeiras perdeu o clássico para o São Paulo e empatou sem gols com o Botafogo, o que precipitou um momento de pressão após as derrotas nas decisões da Supercopa do Brasil e da Recopa Sul-Americana. A equipe reagiu vencendo o Universitario, no Peru, pela Liberadores, tornando o clima mais leve. Agora, voltará a utilizar uma formação cheia de jogadores reservas na tentativa de ganhar terreno na classificação estadual. Se tiver sucesso diante do Guarani, poderá ajudar o próprio Santos na equilibrada briga pelas duas vagas do Grupo D no mata-mata. A chave é liderada pelo Mirassol, com 11 pontos, seguido pelo Santos, com nove, e pelo Guarani, com oito -cada um tem sete partidas. A situação do time praiano, portanto, não é tão complicada quanto a do Palmeiras, mas, a cinco rodadas do término da primeira fase, a vaga está longe de garantida. A equipe dirigida por Ariel Holan também deverá utilizar muitos reservas após um duelo pela Libertadores -no qual foi derrotada pelo Barcelona (EQU). A depender dos resultados na noite de sexta, poderá estar em primeiro lugar em seu grupo ou fora da zona de classificação às quartas de final. * GUARANI Rafael Martins; Ludke, Romércio, Airton e Bidú; Bruno Silva, Andrigo e Rodrigo Andrade; Davó, Júlio César e Bruno Sávio. T.: Allan Aal PALMEIRAS Weverton (Vinícius Silvestre); Mayke, Empereur, Kuscevic (Renan) e Viña (Victor Luis); Felipe Melo (Danilo Barbosa), Zé Rafael e Scarpa; Giovani, William e Wesley. T.: Abel Ferreira Estádio: Brinco de Ouro da Princesa, em Campinas (SP) Horário: 20 (de Brasília) desta sexta-feira (23) Árbitro: Vinicius Gonçalves Dias Araujo VAR: Marcio Henrique de Gois Transmissão: Premiere * NOVORIZONTINO Giovanni; Felipe Rodrigues, Bruno Aguiar, Robson e Paulinho; João Pedro, Léo Baiano e Murilo Rangel; Cléo Silva, Jenison e Danielzinho. T.: Léo Condé SANTOS John, Balieiro, Kaiky, Luan Peres e Copete; Kevin, Lucas Lourenço e Gabriel Pirani (Jean Mota); Ângelo, Lucas Braga e Kaio Jorge. T.: Ariel Holan Estádio: Jorge Ismael de Biasi, em Novo Horizonte (SP) Horário: 22h15 (de Brasília) desta sexta-feira (23) Árbitro: Thiago Luis Scarascati VAR: Vinicius Furlan Transmissão: Premiere