Palmeiras e São Paulo terão chance de consolidar técnicos e jogadores em clássico

Palmeiras e São Paulo vão se enfrentar, neste sábado (11), em situações parecidas: os técnicos Eduardo Baptista e Rogério Ceni ainda estão consolidando seus trabalhos e por isso existem vagas indefinidas nos times. Portanto os dois técnicos e também os jogadores terão uma grande oportunidade para conquistar a torcida e espaço no clube.

A insegurança começa pelos técnicos. Eduardo Baptista é criticado pela torcida e por conselheiros do Palmeiras, mesmo com resultados bons e evoluções importantes. A falta de experiência dele causa desconfiança. A derrota no dérbi contra o Corinthians consolidou esse clima. Portanto, nada melhor que uma vitória em outro clássico para o time se recuperar.

Mas o trabalho de Baptista é dificultado pelo grande desgaste dos jogadores, que disputaram partida pela Copa Libertadores na última quarta-feira (8), na Argentina. Isso deve causar mudanças no time titular e portanto dar chances para jogadores que atuaram pouco até agora: Fabiano, Raphael Veiga e Alejandro Guerra devem ser algumas novidades da equipe. Além disso, os titulares Tchê Tchê e Yerry Mina estão recuperados fisicamente e provavelmente voltarão ao time que começará jogando.

O técnico do rival, Rogério Ceni, elogiou a qualidade do elenco alviverde: "o Palmeiras nunca é time misto, é grande. Tem tanto jogador bom que até é difícil para ele definir quem são os titulares".

Rogério Ceni São Paulo Ponte Preta Paulista 12022017


Ceni melhorou o ataque, mas a defesa piorou (Foto: Rubens Chiri/São Paulo FC/Divulgação)

Ceni conseguiu fazer o ataque do São Paulo voltar a funcionar, depois de um 2016 sofrível. Porém, para consolidar seu trabalho ainda precisa melhorar a defesa. Enfrentar o ataque do Palmeiras será um teste duro para este setor. Mas caso consiga pará-lo, será uma grande prova de evolução.

Porém, a escalação da zaga já tem uma dificuldade: o companheiro de Rodrigo Caio não está definido. Maicon está lesionado. Breno ficou gripado durante a semana. Então Douglas ou Lugano receberá a oportunidade de mostrar valor para o novo técnico. 

Outros jogadores que serão novidades e podem interferir diretamente na defesão são Denis e Jucilei. O goleiro jogará porque Sidão está contundido. O volante tem sofrido para ficar em forma, mas tem chance de começar jogando e finalmente mostrar o bom futebol de outros tempos.

O ataque, formado por Cueva, Luiz Araújo e Lucas Pratto, é o grande destaque do São Paulo na temporada e não será alterado. O técnico do Palmeiras, Eduardo Baptista, também elogiou o rival: "São Paulo é muito qualificado e organizado pelo Rogério Ceni. Temos que estar atentos", pediu.

Entre trocas de elogios, dúvidas e desconfianças semelhantes, Palmeiras e São Paulo terão a grande chance de finalmente criar uma grande diferença. Quem vencer certamente terá mais certezas e segurança.