Palmeiras e São Paulo empatam sem gols no primeiro clássico paulista em 2023

Primeiro tempo do Choque-Rei no Allianz Parque foi bastante truncado (Foto: Alex Silva/ LANCE!)


O primeiro clássico entre times paulistas em 2023 ficou bastante abaixo da história de Palmeiras e São Paulo. Na tarde deste domingo (22), o Choque-Rei terminou empatado em 0 a 0.

A partida ficou marcada pela atuação da arbitragem, principalmente do lado palmeirense, que teve um gol bem anulado no início do segundo tempo. Minutos depois, Piquerez caiu na área, após receber um toque de Arboleda, mas a cabine do VAR nem recomendou a revisão do lance pela árbitra Edina Alves Batista no vídeo.

+ Daniel Alves preso na Espanha: veja outros jogadores que já foram detidos

PRIMEIRO TEMPO SEM CARA DE CLÁSSIC

O primeiro tempo foi bem abaixo tecnicamente para ambos os lados. Mas não era o que parecia, quando os goleiros de Palmeiras e São Paulo trabalharam logo nos primeiros minutos. Na primeira metade da etapa inicial, o jogo se mostrou muito mais físico e de marcação do que de propostas ofensivas. Rodrigo Nestor marcava individualmente Raphael Veiga, o que prejudicou a criatividade palmeirense. Por sua vez, os são paulinos tinham dificuldades com as bolas nos pés. Na segunda metade, o Verdão passou a buscar um pouco mais, mas o excesso de erros técnicos, como de passes e lançamentos, fez com que o Palmeiras não conseguisse ir às redes. A equipe mandante foi ligeiramente melhor, mas o primeiro tempo teve mesmo cara de 0 a 0.

+ Confira a tabela do Paulistão e simule os próximos jogos

PALMEIRAS MARCA, MAS GOL É ANULADO

Aos 10 minutos do segundo tempo, o Palmeiras chegou à rede com Rony. Porém, a árbitra assistente Neuza Inês Back assinalou impedimento, pois o camisa 10 palmeirense estava à frente do penúltimo jogador são paulino quando recebeu o cruzamento rasteiro do Endrick, pelo lado direito. A árbitra Edina Alves Batista se comunicou com a cabine do VAR, que confirmou a decisão do campo.

PÊNALTI PARA O VERDÃO?

Após o gol anulado, o Palmeiras cresceu no jogo. Primeiro, Endrick partiu em velocidade, mas foi afobado e finalizou mascado, quando Raphael Veiga já fechava pelo meio. Na sequência, Piquerez foi para a jogada individual pelo lado esquerdo, trançou pé com Arboleda e caiu dentro da área. A árbitra Edina Alves Batista se comunicou com a cabine do VAR, mas nem mesmo a revisão foi recomendada.

SÃO PAULO MELHORA

O Palmeiras teve o seu momento de pressão entre o gol anulado e o pênalti não marcado, depois disso as grandes chances de tirar o zero do placar foram do São Paulo. David obrigou Weverton fazer um boa defesa, Rodrigo Nestor finalizou por cima do gol e Arboleda foi desarmado na pequena área após cobrança de falta alçada.

PRÓXIMOS JOGOS

Palmeiras e São Paulo entram em campo pelo Paulistão neste meio de semana. O Verdão visita o Ituano, no estádio Novelli Júnior, em Itu, na quarta-feira (25), às 19h30 (horário de Brasília). Já o Tricolor recebe a Portuguesa, no estádio do Morumbi, na quinta-feira (26), às 21h30 (horário de Brasília).

+ Confira as movimentações do mercado da bola no vaivém do LANCE!

PALMEIRAS X SÃO PAULO
CAMPEONATO PAULISTA - 3ª RODADA


Data e horário: 22 de janeiro de 2023, às 16h (horário de Brasília)
Local: Allianz Parque, em São Paulo (SP)
Árbitra: Edina Alves Batista
Assistentes: Neuza Ines Back e Fabrini Bevilaqua Costa
Árbitro de Vídeo: Jose Claudio Rocha Filho
Público e renda: 40.196 pessoas / R$ 2.301.182,60
Cartões amarelos: Dudu e Breno Lopes (Palmeiras); Rafael (São Paulo)
Cartão vermelho:

GOLS:

PALMEIRAS
Weverton; Marcos Rocha, Gustavo Gómez, Murilo e Piquerez; Gabrie Menino (Atuesta, 18'/2T), Zé Rafael e Raphael Veiga (Bruno Tabata, 35'/2T); Rony (Rafael Navarro, 35'/2T), Endrick (Breno Lopes, 25'/2T) e Dudu (Flaco López, 35'/2T). Técnico: Abel Ferreira.

SÃO PAULO
Rafael; Rafinha (Orejuela, 21'/2T), Arboleda, Ferraresi (Beraldo, 35'/2T) e Welington; Jhegson Méndez (Marcos Paulo, 44'/2T), Rodrigo Nestor e Luciano; Wellington Rato (Pedrinho, 35'/2T), Calleri e David (Luan, 44'/2T). Técnico: Rogério Ceni.