Palmeiras e Federação Paulista ensaiam reaproximação em banquete

Yahoo Esportes
O presidente do Palmeiras, Mauricio Galiotte (Fernando Dantas/Gazeta Press)
O presidente do Palmeiras, Mauricio Galiotte (Fernando Dantas/Gazeta Press)

O banquete de aniversário de 105 anos do Palmeiras, realizado na noite desta segunda-feira (26), serviu de palco para clube e Federação Paulista de Futebol ensaiarem uma reaproximação. O presidente da FPF, Reinaldo Carneiro Bastos, esteve presente à festividade, algo que não aconteceu no ano passado.

SIGA O YAHOO ESPORTES NO INSTAGRAM

Role para baixo para continuar lendo
Anúncio

O blog apurou com fontes próximas aos dois dirigentes que há um esforço concentrado de ambos para “aparar as arestas”.

Leia também:

As relações entre Palmeiras e FPF ficaram estremecidas desde a decisão do paulista de 2018, quando o clube reclamou de uma suposta interferência em favor do rival Corinthians, se declarou rompido com a federação, e o presidente Mauricio Galiotte minimizou a relevância do Estadual ao chamá-lo de “Paulistinha”.

O clube chegou a boicotar o conselho técnico, que tradicionalmente acontece no segundo semestre, e Reinaldo, por sua vez, sinalizou que não iria se esforçar para que houvesse uma reaproximação, apesar de não admitir haver rompimento, mas posteriormente reavaliou sua posição e declarou que iria trabalhar para a paz.

O blog apurou que no ano passado, o Palmeiras não havia convidado Reinaldo para a comemoração do aniversário do clube, diferentemente do que ocorreu este ano. O cartola retribuiu comparecendo à festividade, embora tenha permanecido pouco tempo, já que nesta terça-feira (27) acontece desde o periodo da manhã um importante evento de marketing na sede da federação em conjunto com a Fiesp.

No banquete, Reinaldo estava acompanhado do Delegado Antonio Olim, presidente do TJD-SP, que vinha alfinetando o Palmeiras publicamente sempre que havia alguma manifestação do clube do Parque Antarctica contra a federação.

Quem também esteve presente ao banquete foi o presidente da CBF, Rogério Caboclo, junto com o secretário-geral da entidade, Walter Feldman. A WTorre também estava representada no evento.

Conselheiros ficaram surpresos com a presença de Affonso Della Monica, que não costuma frequentar esse tipo de evento, o que foi visto também como um sinal de aproximação do ex-presidente com a atual gestão. Della Monica havia sido criticado pela oposição por ter faltado à eleição do presidente do Conselho de Orientação Fiscal do clube, o que acabou facilitando a eleição do candidato da situação, pois contavam com seu voto.

Em uma possível repercussão da punição a Genaro Marino, conselheiro que disputou a última eleição presidencial do clube com Galiotte e que foi suspenso, foi registrada a presença de poucos conselheiros de oposição que costumavam prestigiar o evento, como é o caso do ex-vice de futebol Roberto Frizzo e Antonio Neto. Calcula-se que havia apenas cerca de 15 opositores na festa nesta segunda, a maioria deles membros do COF, incluído nesse grupo o ex-presidente Mustafá Contursi, que permaneceu por pouco tempo no local.

O evento girou em torno do decacampeonato do clube no Brasileiro. Entre os jogadores, estava no local Felipe Melo, com a mulher. Prestigiaram a festa os presidentes do São Paulo, Carlos Augusto de Barros e Silva, o Leco, e o do Santos, José Carlos Peres; além de o Athletico-PR também estar representado. O corintiano Andres Sanchez não pôde ir por conta de compromisso no clube.

Siga o Yahoo Esportes

Twitter | Flipboard | Facebook | Spotify | iTunes | Playerhunter





Leia também