Palmeiras deverá ter mudanças na escalação contra o Peñarol

Eliminado no Campeonato Paulista, o Palmeiras deverá ter mudanças para o jogo desta quarta-feira, contra o Peñarol, pela Copa Libertadores. Além das questões físicas, com o desgaste pelo jogo contra a Ponte Preta, atributos técnicos também podem resultar em alterações na formação titular.

“Foi um jogo pesado contra a Ponte Preta, sabíamos disso. Domingo tivemos a reapresentação, avaliamos quem está mais seguro. Foi um jogo de doação, tudo o que treinamos e propusemos, eles cumpriram à risca. Taticamente tudo foi feito. Agora é levantar direitinho quem está recuperado para este jogo de quarta”, afirmou o técnico Eduardo Baptista.

Os meio-campistas Guerra e Tchê Tchê, e o zagueiro Edu Dracena são os principais candidatos a receber um possível descanso. O venezuelano foi titular nos últimos cinco jogos, o defensor nos últimos seis, e o camisa 8 atuou nas sete últimas partidas do Verdão.

Além do trio, o centroavante Miguel Borja também pode acabar no banco de reservas neste jogo, mas por motivos técnicos. No sábado, o colombiano reclamou por ter sido substituído na semifinal contra a Ponte Preta, e o camisa 12 acabou criticado pelo técnico Eduardo Baptista. Na ocasião, o treinador sugeriu que a “concorrência no ataque é muito grande”, tecendo elogios a Willian Bigode.

“Temos a Libertadores, logo tem a Copa do Brasil e o Brasileiro. Essa lição tem de ser levada. Vejo o time saindo mais forte do que entrou. Esta lição que tivemos nos dois confrontos maturou a equipe, sentimos isso depois do jogo”, finalizou.