Palmeiras completa 13 dias sem treinador e iguala marca de 2014

LANCE!/NOSSO PALESTRA
·2 minuto de leitura


Quase duas semanas se passaram desde a queda de Vanderlei Luxemburgo do comando técnico do Palmeiras. Nos 13 dias que se foram desde a derrota para o Coritiba no Allianz Parque, a diretoria alviverde já procurou e fez até propostas para alguns treinadores, porém o clube foi recusado em todas elas.

Segundo reportagem do programa ‘Redação Sportv’, a última vez que o Palmeiras passou 13 dias sem conseguir definir um treinador no meio de uma temporada foi lá em 2014, quando o alviverde contratou o argentino Ricardo Gareca, após demitir Gilson Kleina.

Na temporada passada, Felipão caiu do comando do Palmeiras no dia 1 de setembro. Quatro dias depois, Mano Menezes era apresentado na Academia de Futebol.

Já no ano do deca, Roger Machado foi desligado do Palmeiras no dia 25 de julho. Uma semana depois, Luiz Felipe Scolari já estava apalavrado com o Verdão, e dias mais tarde se apresentou para a sua quinta passagem pelo clube.

Galiotte Mattos Felipão
Galiotte Mattos Felipão

Galiotte já trabalhou com sete técnicos desde que assumiu a presidência do Palmeiras (Foto: Cesar Greco/Palmeiras)


Em 2017 e 2016, Cuca foi escolhido rapidamente para dar continuidade nos trabalhos de Eduardo Baptista e Marcelo Oliveira, respectivamente.

Já no ano do tri da Copa do Brasil, o próprio Marcelo Oliveira foi escolhido por Paulo Nobre seis dias depois após o mandatário ter demitido Oswaldo de Oliveira.

A demora para contratar um treinador, além de deixar a torcida ansiosa e impaciente, escancara como o planejamento do clube foi equivocado lá no início do ano. Após errar na escolha do nome que iria comandar o projeto de futebol do clube em 2020, a diretoria agora sofre para encontrar alguém que tope pegar o clube no meio de uma temporada pandêmica e atípica.

Enquanto o clube não assina com um novo treinador, Andrey Lopes vai ganhando jogos e experiência como técnico do Palmeiras. Apesar de nutrir um certo carinho do torcedor alviverde, o interino sabe que não é o desejo da atual diretoria de seguir treinando o time para o restante de 202