Palmeiras chega a R$ 2,5 milhões de prejuízo com jogos sem público

LANCE!/NOSSO PALESTRA
·2 minuto de leitura


O Palmeiras é um dos clubes que mais entrou em campo desde o retorno do futebol após o período de quatro meses em razão da pandemia da Covid-19. São 66 compromissos de julho de 2020 para cá e 34 deles foram em casa.


Das vezes em que atuou como mandante, foram 33 oportunidades no Allianz Parque e uma no Morumbi, contra o Santos, pelo Campeonato Brasileiro do ano passado. No total, o clube soma R$ 2.538.307,56, com média de R$ R$ 74.656,10.

> Confira e simule a tabela do Paulistão

O clássico em que precisou sair de casa, uma vez em que o Allianz abrigou um evento da final da última Liga dos Campeões, é o com maior déficit da lista. Por conta do aluguel de campo, somado a outras despesas, o valor final do prejuízo ficou em R$ R$ 172.278,54. O Alviverde venceu por 2 a 1 com gols de Luiz Adriano e Patrick de Paula.

> Relembre as camisas do Palmeiras produzidas pela Puma

Por outro lado, o compromisso com menor custo para o Palmeiras aconteceu na semifinal do Campeonato Paulista, contra a Ponte Preta, no Allianz Parque: R$ 31.588,88. Patrick de Paula marcou e deu sequência na caminhada rumo ao título estadual contra o maior rival.

Palmeiras como mandante sem público na pandemia:
34 jogos
Total do prejuízo: R$ 2.538.307,56
Média por jogo: R$ 74.656,10

No Brasileiro:
19 jogos sem público
Total do prejuízo: R$ 1.588.166,99
Média por jogo: R$ 83.587,73

No Paulista:
6 jogos sem público
Total do prejuízo: R$ 238.727,19
Média por jogo: R$ 39.787,87

Na Copa do Brasil:
4 jogos sem público
Total do prejuízo: R$ 438.230,62
Média por jogo: R$ 109.557,66

Na Libertadores:
5 jogos sem público
Total do prejuízo: R$ 273.182,76
Média por jogo: R$ 54.636,55

Jogo com maior prejuízo:
Palmeiras 2x1 Santos – Brasileiro (Morumbi)
R$ 172.278,54

Jogo com menor prejuízo:
Palmeiras 1x0 Ponte Preta – Paulista (Allianz)
R$ 31.588,88