Palmeiras, Chape e chefe de governo da Espanha se encontram no Uruguai

Thiago Ferri

A entrada do hotel em que o Palmeiras se hospedou em Montevidéu está cercada por seguranças e grades, fazendo com que o acesso ao local ocorra somente após autorização. A preocupação, porém, não é com o time que enfrenta o Peñarol (URU) nesta quarta-feira, nem com o elenco da Chapecoense, que também está no local, mas sim por Maurício Rajoy, chefe de estado da Espanha que está hospedado no mesmo local.

Rajoy foi primeiro ao Brasil e teve um encontro com o atual presidente da República, Michel Temer. Depois, seguiu à capital uruguaia - nos dois países o político deseja estreitar laços comerciais. Com palmeirenses não houve nenhuma divulgação do encontro, mas a Chape, que na quinta enfrenta o Nacional (URU), aproveitou para presentar o espanhol.

Uma comitiva com os atletas Artur Moraes, Túlio de Melo, Neném e Douglas Grolli, além do técnico Vagner Mancini, o vice de futebol Nei Maidana e o diretor executivo Rui Costa entregou a Mauricio Rajoy uma camisa do clube.

Além do encontro com o político, estes últimos dois dias serviram para o reencontro de amigos de Chape e Palmeiras. Nathan e João Pedro, que estão em Montevidéu, foram emprestados pelo Verdão ao time catarinense, e o lateral-direito postou fotos com os ex-companheiros de elenco. Andrei Girotto, campeão da Copa do Brasil de 2015, reencontrou Vitor Hugo, com quem havia trabalhado no Verdão e também no América-MG.

Desde o acidente que matou 71 pessoas, incluindo boa parte do elenco da Chapecoense, o Palmeiras é um dos clubes que tem mais colaborado com o clube, desde o empréstimo de atletas (incluindo Amaral, que lesionou o joelho), até a colaboração com estrutura e profissionais.







E MAIS: