Palmeiras avalia possíveis substitutos de Danilo; investida será pós-venda


O Palmeiras sabe que a saída de Danilo é uma questão de tempo, uma vez que as ofertas já têm pintado. Assim, o departamento de futebol começa a traçar os planos para suprir essa ausência tão importante para a engrenagem do time de Abel Ferreira. Os nomes que têm circulado na direção alviverde e na imprensa estão no futebol europeu, mas as investidas devem começar apenas no momento em que o Cria da Academia tiver sua negociação concretizada com sua futura equipe.

> Veja classificação e simulador do Paulistão-2023 clicando aqui

Quem desponta na preferência da comissão técnica e dos dirigentes do Alviverde é o meio-campista Jean Lucas, ex-Flamengo e Santos, e que atualmente pertence ao Monaco-FRA. Segundo o jornal L'Équipe, o clube francês fez uma proposta de 13 milhões de euros (R$ 72,2 milhões) + Jean, avaliado em 7 milhões de euros (R$ 38,9 milhões), pelos direitos do jovem palmeirense.

Apesar de Jean Lucas ser bem avaliado dentro do Palmeiras, esse tipo de proposta não agrada ao clube, pois o valor mínimo para as conversas começarem é de 20 milhões de euros (R$ 111,1 milhões). O desejo é valorizar Danilo o máximo possível e o retorno financeiro é essencial para aceitar abrir mão da peça. Nesse caso, a negociação por Jean seria à parte. Até porque o Nottingham Forest-ING chegou com uma oferta dentro dos anseios alviverdes e está na frente.

Outra opção seria Matheus Henrique, ex-Grêmio, que defende o Sassuolo-ITA. O meio-campista também goza de prestígio no departamento de futebol do Palmeiras e sua chegada é vista com bons olhos. Não houve, porém, qualquer abordagem junto ao clube italiano, apenas sondagens sobre a situação do jogador. Seria necessário investir na compra em definitivo para contratá-lo.

> Veja as principais transferências no Mercado da Bola do LANCE!

A decisão de esperar para fazer qualquer movimento no mercado para essa posição se dá por alguns motivos, principalmente a questão do fluxo de caixa. Para contar com um jogador que se aproxime do nível de Danilo, seria preciso um investimento considerável, algo que não é possível neste momento, apenas quando houver a certeza da entrada de receitas de venda.

Matheus Henrique
Matheus Henrique

Matheus Henrique, do Sassuolo, é outro bem avaliado (Foto: Divulgação/Sassuolo)

Vale lembrar que o dinheiro da negociação de Endrick entrará aos poucos nos cofres palmeirenses e somente constará no balanço para fins contábeis a partir de 2024. Dessa forma, qualquer investimento contando com essa grana, causaria um rombo para a temporada 2023. Além disso, há quem diga que seria possível tentar a permanência de Danilo até o meio do ano, ganhando tempo e recursos para buscar o substituto, sem contar o retorno técnico por mais um semestre.

Em resumo, o Palmeiras se planeja para a saída de Danilo, mas vai calcular muito bem o movimento que irá fazer para não dar o "tiro errado", procedimento que foi adotado com ainda mais afinco em 2023 pela diretoria. Caso o reforço não seja "o reforço", a opção será por dar espaço aos jovens da base. Gastar dinheiro (que não é mais abundante) em outras apostas, está fora de cogitação.

> Confira até quando vai o contrato dos jogadores do elenco do Palmeiras

Até o momento, o Verdão não fez contratações nesta janela de transferências, mas perdeu nomes como Gustavo Scarpa, Wesley e Jorge. Mesmo assim, o time segue com uma espinha dorsal forte que vai em busca do bicampeonato consecutivo do Paulistão a partir do próximo sábado (14), às 18h30, diante do São Bento, no Allianz Parque, pela primeira rodada da fase de grupos do estadual.