Palmeiras atropela o São Paulo no Allianz e se classifica às semifinais da Libertadores

  • Opa!
    Algo deu errado.
    Tente novamente mais tarde.
  • Opa!
    Algo deu errado.
    Tente novamente mais tarde.
·5 minuto de leitura
Neste artigo:
  • Opa!
    Algo deu errado.
    Tente novamente mais tarde.
  • Opa!
    Algo deu errado.
    Tente novamente mais tarde.


O Palmeiras goleou o São Paulo por 3 a 0, no Allianz Parque e se classificou às semifinais da Libertadores. Os gols da vitória foram marcados por Raphael Veiga, Dudu e Patrick de Paula, em um jogo muito consistente do Verdão, tanto na parte ofensiva, quanto defensiva.

Cristiano Ronaldo se manifesta em meio a rumores, Flamengo perto de Andreas Pereira, Juventus contrata destaque da Euro… O Dia do Mercado

Agora, o Alviverde espera o vencedor de Atlético-MG e River Plate-ARG para saber o seu adversário nas semifinais da competição continental. Já ao São Paulo, resta as disputas do Campeonato Brasileiro e da Copa do Brasil.

VEJA A TABELA E SIMULE OS JOGOS DA LIBERTADORES

JOGO COMEÇA, PALMEIRAS PRESSIONA E ABRE O PLACAR
​Jogando em casa, o Palmeiras iniciou a partida pressionando e assustando a meta do São Paulo. Com oito minutos, o Verdão já tinha criado quatro chances de marcar, mas ainda não havia acertado o gol de Thiago Volpi. Até que acertou aos 10.

Arboleda perdeu a bola no meio-campo, e Zé Rafael foi puxando o contra-ataque pela esquerda. O meia ganhou no corpo de Daniel Alves e ajeitou na medida para Veiga na área, pela direita. O camisa 23 do Palmeiras bateu de primeira de direita para abrir o placar.

SÃO PAULO QUASE EMPATA NO LANCE SEGUINTE
Precisando marcar para se manter vivo na Libertadores, o São Paulo chegou com perigo um minuto depois de ter levado o gol. Rigoni recebeu a bola na direita, perto da linha de fundo, e cruzou rasteiro. Pablo tentou finalizar, mas acabou ajeitando para Rodrigo Nestor. O camisa 25 tricolor bateu colocado, e a bola passou raspando o travessão de Weverton.

Um minuto depois, Dudu passou por dois defensores no campo de ataque e deixou Breno Lopes livre no campo de ataque. Ele avançou, teve Rony como opção, mas chutou para fora, com o corpo torto.

VOLPI SALVA O SÃO PAULO DE LEVAR O SEGUNDO
A primeira etapa ainda reservou mais chances para o Palmeiras, já que o São Paulo não conseguia levar perigo a defesa palmeirense. Com 39 minutos, Veiga fez belo cruzamento para Rony na grande área, que chegou primeiro que o marcador para finalizar. O atacante bateu de direita, de primeira, e Volpi fez uma bela defesa.

Ainda deu tempo para Raphael Veiga aproveitar a sobra no campo de ataque, após bola roubada, e bater colocado. O chute desviou em Arboleda e passou perto da trave de Volpi. Já o São Paulo tentou uma jogada no último lance da primeira etapa, mas Weverton saiu do gol e encaixou a cobrança de escanteio antes do intervalo no Allianz Parque.

SÃO PAULO VOLTA COM MUDANÇA E COMEÇA PRESSIONANDO
Em busca de voltar para a partida, o técnico Hernán Crespo promoveu mudança no Tricolor e colocou o atacante Rojas na vaga do volante Luan. Com isso, o São Paulo começou a pressionar mais a zaga do Palmeiras. Antes do primeiro minuto, Nestor aproveitou a sobra de um cruzamento na área do Palmeiras e bateu de primeira da entrada da área. O chute foi por cima do gol.

Já aos dez, Pablo perdeu grande chance. O camisa nove recebeu um lindo passe de Rodrigo Nestor, mas, sozinho na área, não dominou. A bola escapou e ficou com o goleiro Weverton.

PABLO PERDE CHANCE CLARA DENTRO DA ÁREA
O São Paulo melhorava na partida e teve a grande oportunidade de empatar o marcador com onze minutos, mas Pablo desperdiçou. Rigoni fez boa jogada na direita, puxou para o meio e deixou o camisa nove na cara do gol. O atacante dominou, mas chutou forte por cima do gol, na cara de Weverton.

Quatro minutos depois, o Palmeiras respondeu. Wesley sofreu falta perigosa de Miranda na entrada da área. Veiga bateu e a bola foi por cima da meta do goleiro Thiago Volpi, assustando o arqueiro são-paulino.

QUEM NÃO FAZ, TOMA... PALMEIRAS AMPLIA COM DUDU
Pouco tempo depois dessa chance do São Paulo, o Palmeiras aproveitou e ampliou o marcador, aos 21 minutos. Wesley bateu forte de fora da área, e Volpi fez uma grande defesa. Na sobra, Rony ajeitou para trás para Wesley, a bola foi para Danilo e sobrou para Dudu. O camisa 43 do Palmeiras bateu firme no canto superior, sem chances para Volpi.

PALMEIRAS MARCA O TERCEIRO COM PATRICK DE PAULA E SÃO PAULO TEM JOGADOR EXPULSO
Conforme o jogo passava, o São Paulo ficava com a bola, mas o Palmeiras era mais efetivo. E tal efetividade virou o terceiro gol com 32 minutos. Patrick de Paula ganhou a sobra na entrada da área e encheu uma bomba no gol. A bola ainda desviou na marcação antes de parar no fundo do gol de Volpi.

Perdido em campo, o São Paulo mostrava nervosismo, tanto que aos 37 minutos, Vitor Bueno foi expulso após chegar solando a perna do zagueiro Gustavo Gómez. No fim da partida, o Palmeiras ficou trocando passes esperando o fim da partida e o apito final do árbitro Wilmar Roldán.

Agora, as equipes viram a chave para a disputa do Campeonato Brasileiro. O Palmeiras pega o Cuiabá, no domingo (22), às 11h, no Allianz Parque, enquanto o São Paulo tem um confronto direito na parte debaixo da tabela contra o Sport, também no domingo, às 20h30, na Ilha do Retiro.

PALMEIRAS 3 X 0 SÃO PAULO
Local:
Allianz Parque, São Paulo (SP)
Data e horário: 17 de agosto de 2021, às 21h30
Árbitro: Wilmar Roldán (COL)
Assistentes: Dionisio Ruiz e Wilmar Navarro (ambos da COL)
VAR: Julio Bascuñán (CHI)
Gols: Raphael Veiga (10'/1ºT) (1-0), Dudu (21'/2ºT) (2-0), Patrick de Paula (32'/2ºT) (3-0)
Cartões Amarelos: Arboleda, Daniel Alves (SAO)
Cartões Vermelhos: Vitor Bueno (SAO)

PALMEIRAS
Weverton, Marcos Rocha, Luan, Gustavo Gómez e Renan; Danilo, Zé Rafael (Patrick de Paula, aos 23'/2ºT) e Raphael Veiga (Piquerez, aos 38'/2ºT); Dudu (Felipe Melo, aos 44'/2ºT), Wesley (Gabriel Menino, aos 38'/2ºT) e Rony (Deyverson, aos 37'/2ºT). Técnico: Abel Ferreira

SÃO PAULO
Tiago Volpi, Daniel Alves, Arboleda, Miranda e Léo; Rodrigo Nestor (Igor Gomes, aos 12'/2ºT), Luan (Rojas, Intervalo), Liziero e Gabriel Sara (Vitor Bueno, aos 29'/2ºT); Rigoni e Pablo (Eder, aos 29'/2ºT). Técnico: Hernán Crespo

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos