Palestrinas encerram primeira fase do Brasileirão com marcas expressivas

·1 minuto de leitura


O Palmeiras encerrou a primeira fase do Brasileirão A1, na última quinta-feira (24), vencendo o Minas Brasília pelo placar de 3 a 2, de virada. Com isso, a equipe chegou a 37 pontos, tendo a segunda melhor campanha do torneio – mesmo assim, as Palestrinas ocupam a liderança em outros quesitos.

A equipe palmeirense é a única que não sabe o que é perder no torneio – são 11 vitórias e 4 empates, com um aproveitamento de 82,2%. A invencibilidade palmeirense, que já dura 16 jogos, também é um recorde, sendo a maior sequência invicta da história da equipe – o time não sabe o que é perder desde o dia 2 de dezembro de 2020.

Outro recorde conquistado foi o de maior goleada da história do Allianz Parque: a equipe venceu o Napoli por 8 a 0, igualando uma partida do sub-20, diante do Presidente Médici, que teve a mesma quantidade de gols.

Além disso, tem a melhor defesa, junto com o Corinthians, tendo levado apenas 13 gols em 15 jogos, sendo uma média de 0,8 por jogo. O ataque palmeirense não fica atrás: são 45 bolas na rede ao longo da primeira fase, o que faz a equipe ter o melhor setor ofensivo entre os 16 times.

As Palestrinas ainda contam com a artilheira da competição – Bia Zaneratto marcou em 13 oportunidades no torneio, além de ter servido suas companheiras em 7 oportunidades, sendo a atleta que mais participou dos tentos alviverdes.

Agora, o Palmeiras volta a ficar um tempo sem jogar – por conta dos Jogos Olímpicos, o mata-mata do Brasileirão será apenas em agosto. O Palmeiras enfrenta o Grêmio, que ficou em sétimo na tabela – por ser melhor colocado, o elenco alviverde decide em casa.

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos