Pai de Pelé se inspirou em famoso inventor para batizar o filho

Pelé conquistou o primeiro título da Seleção Brasileira (Foto: Divulgação/CBF)


A energia elétrica chegara há pouco em Três Corações (MG) quando o centroavante Dondinho ergueu seu filho recém-nascido pela primeira vez. Foi, então, em homenagem ao inventor da lâmpada elétrica, Thomas Edison, que Pelé recebeu o nome de Edson. Edson Arantes do Nascimento, que morreu na tarde desta quinta-feira, em São Paulo (SP).

O bebê que viria a ter a mesma profissão que o pai, mas sucesso de rei, nasceu em 23 de outubro de 1940. A lâmpada, tecnologia revolucionária, foi criada por Thomas Edison em 1879. Passadas seis décadas, a cidade mineira passaria a contar com a luminosidade gerada pelo objeto.

O americano em mais de mil invenções registradas em seu nome. Objetos revolucionários, outros embrionários relativos ao cinema e às telecomunicações. Foi grande, inegavelmente. Mas o Edson mais famoso...

-> Confira a tabela da Copa do Mundo

A sequência da história é legado. O filho superou o pai, se tornou o único jogador tricampeão de Copa do Mundo, anotou 1.283 gols e se tornou o maior de todos. Veio à luz, foi iluminado no nome e deu luz aos feitos que tornaram o apelido uma marca inapagável.