Pai de Marcinho, ex-Botafogo, confirma que filho conduzia o carro em atropelamento de casal

LANCE!
·1 minuto de leitura

Sérgio Lemos de Oliveira, pai de Marcinho, ex-Botafogo, confirmou em depoimento prestado na 42ª delegacia da Polícia Civil na manhã desta segunda-feira que o filho conduzia o veículo que atropelou um casal na última quarta-feira, no Recreio dos Bandeirantes, na Zona Oeste do Rio, saindo sem prestar socorro. A informação foi divulgada pelo site "ge".

Baixe o app do Yahoo Mail em menos de 1 min e receba todos os seus emails em 1 só lugar

Siga o Yahoo Esportes no Google News

No depoimento, Sérgio afirmou que Marcinho andava em baixa velocidade e não estava alcoolizado no momento do acidente que matou um homem e deixou uma mulher gravemente ferida.

Leia também:

Os professores Alexandre Silva de Lima e Maria Cristina José Soares tentavam atravessar a rua quando foram atropelados por um Mini Cooper. Alexandre morreu na hora. Maria Cristina foi internada em estado grave no Hospital Lourenço Jorge, posteriormente transferida para o Hospital Vitória, onde se recupera de uma cirurgia realizada no último domingo.

Marcinho e o pai chegaram por volta de 11h à delegacia. O advogado Gabriel Habib, que representa os dois, chegou à delegacia no Recreio aproximadamente uma hora antes dos clientes, conversou com o delegado Allan Luxardo responsável pela investigação do caso e cumprimentou Márcio Albuquerque, advogado das vítimas. Nenhum deles falou com a imprensa.

O jogador se manifestou na última sexta-feira através de sua assessoria de imprensa e afirmou "sentir muito pelo ocorrido".

Siga o Yahoo Esportes no Instagram, Facebook e Twitter

Assine agora a newsletter Yahoo em 3 Minutos