Pai de Khabib pede R$ 420 milhões para filho aceitar revanche contra McGregor

AgFight

Mesmo antes da realização do UFC 246, Dana White – presidente do Ultimate – já demonstrava interesse em casar o segundo duelo entre Khabib Nurmagomedov e Conor McGregor. E após a vitória arrasadora do irlandês sobre Donald Cerrone na luta principal do evento do último sábado (18), o dirigente voltou a afirmar que a revanche entre os desafetos deve ser marcada no futuro próximo. No entanto, o cartola pode encontrar alguns empecilhos no caminho para concretizar seus planos.

SIGA O YAHOO ESPORTES NO INSTAGRAM
SIGA O YAHOO ESPORTES NO FLIPBOARD

Role para baixo para continuar lendo
Anúncio

O russo – atual campeão peso-leve (70 kg) do UFC – e sua equipe já manifestaram relutância quanto ao possível segundo encontro com McGregor. E ainda que o fator financeiro seja um trunfo, já que um novo duelo entre as duas estrelas deve bater todos os recordes de vendas e retorno da entidade, o valor exigido por Khabib para aceitar o combate pode atrapalhar as negociações. Em entrevista à agência de notícias russa ‘RIA Novosti’, Abdulmanap Nurmagomedov, pai do lutador, revelou que o preço para seu filho dar a revanche ao irlandês seria de 100 milhões de dólares (cerca de R$ 420 milhões).

Leia também:

“Nós também precisamos de revanche contra Conor, mas nos dê 100 milhões de dólares. No dia depois da luta contra Ferguson, nos dê esse valor, e depois por que não fazer essa revanche? Eu não sei, talvez Dana White queira acertar isso (por esse valor). Ele precisa dessa luta”, declarou Abdulmanap Nurmagomedov, segundo transcrição do site ‘MMA Junkie’.

Conor McGregor e Khabib Nurmagomedov se enfrentaram em outubro de 2018, com vitória para o russo por finalização. Antes de pensar em uma nova luta contra ‘Notorious’, Khabib precisa defender o título dos leves contra Tony Ferguson na luta principal do UFC 249, marcado para o dia 18 de abril, no Brooklyn (EUA). Já o irlandês, que atropelou ‘Cowboy’ Cerrone em apenas 40 segundos em seu retorno aos octógonos após mais de um ano afastado, pode optar por permanecer na categoria dos meio-médios (77 kg) e desafiar o campeão Kamaru Usman, ou o detentor do cinturão ‘BMF’ (lutador ‘mais durão’) Jorge Masvidal.

Siga o Yahoo Esportes

Twitter | Flipboard | Facebook | Spotify | iTunes | Playerhunter

Leia também