Pachequinho faz mistério com escalação do Coritiba para o Atletiba da Arena

Treinador do Coxa ainda estuda a melhor forma de atuar no clássico

O Coritiba vive dias de dúvidas e mistérios na véspera da primeira final do Campeonato Paranaense neste domingo, às 16h, na Arena da Baixada, diante do Atlético-PR. O técnico Pachequinho ainda analisa o rival para definir sua equipe.

O treinador coxa-branca estuda qual estratégia será usada no estádio rubro-negro. Ele acredita que, se ficar só se defendendo, corre um risco de não conseguir sair de trás e dificultar as ações ofensivas. Se decidir jogar no campo do adversário, o Verdão pode se expor e sofrer com transições rápidas, que não são mais o estilo do Furacão, mas foram vistas diante do Flamengo, na Libertadores, principalmente no segundo gol, de Gedoz.

- Vou fazer o que vinha fazendo com naturalidade, buscando o equilíbrio, alternando as peças ou não, mas o importante é marcar e atacar forte. Cada jogo é uma história, você estuda o adversário e coloca seu plano de jogo. Atletiba é um partida diferente em qualquer circunstância, que requer atenção e inteligência - avaliou.



O volante Matheus Galdezani, que entrou no segundo tempo da vitória sobre o Cianorte e deu passe para gol de Iago, deve ser titular no Atletiba. Com isso, Tiago Real e Neto Berola disputam uma vaga, que depende da proposta de Pachequinho, em ser mais ofensivo ou não - a proposta com três atacantes tem sido mais constante na temporada. Alan Santos, que jogou no sacrifício diante do Cianorte, na semifinal, virou dúvida. O time titular só será definido no sábado, no último treino antes do clássico.

O Coritiba deve ir a campo com: Wilson; Rodrigo Ramos, Werley, Walisson Maia e William Matheus; Alan Santos (Edinho), Matheus Galdezani, Anderson e Tiago Real (Berola); Henrique Almeida e Kleber.

E MAIS: