Pachequinho: ‘Atletiba é um jogo diferente’

O Coritiba está próximo de iniciar sua revanche diante do rival Atlético Paranaense, que ficou com o título do Campeonato Paranaense na última edição e novamente será o adversário da final em 2017, começando pelo duelo marcado para o domingo, na Arena da Baixada. O técnico Pachequinho, que não terá novos desfalques, já cobrou da equipe atenção total, especialmente por se tratar de um Atletiba.

“Atletiba em qualquer circunstância é um jogo diferente, que requer muita atenção, empenho, inteligência, é um jogo vibrante. Claro que com aspecto de final ele tem gosto especial”, afirmou o treinador, prevendo um jogo duro pela frente. “Vamos enfrentar um adversário difícil, estamos em um bom momento, acredito que serão dois jogos com muita intensidade, pegada, marcação. Acho que será decidido nos detalhes”, acrescentou.

O treinador interino falou sobre a vantagem de decidir o segundo jogo em casa, mas sabe que em clássico a expectativa é sempre de equilíbrio. “Em um jogo de 180 minutos, o primeiro tem uma importância muito grande e todos sabemos como foi contra o Cianorte, tivemos um resultado ruim e o fator casa fez a diferença para a gente reverter. Cada jogo é uma história. O equilíbrio vai fazer a diferença para os dois lados”, avaliou.

Pachequinho ainda destacou a importância de se ganhar um título, já que o reflexo poderá ser visto para o restante da temporada, embora não possa mascarar alguns problemas. “Acho que a conquista mobiliza e ajuda muito mais na questão da confiança do torcedor, da diretoria e dos atletas, em saber que o trabalho foi bem conduzido. Um título talvez traga um pouco mais de tranquilidade e tempo para o treinador colocar o que tem como convicção. O título pode dar um certo otimismo, achar que não necessita de melhora e acabam tendo problemas no decorrer do ano”, finalizou.