Pablo reclama de 11 meses de atraso e quer pôr multa em acordo com SP

·1 min de leitura
Pablo tem cerca de R$ 2,5 milhões a receber do São Paulo (Rubens Chiri/São Paulo) (Rubens Chiri/São Paulo)

A rescisão de contrato entre São Paulo e Pablo avançou nos últimos dias, depois de quase duas semanas de negociação. É que o Tricolor tem uma série de dívidas com o centroavante e a fama recente de mau pagador também complica.

O São Paulo deve 11 meses de direitos de imagem a Pablo e a todos os atletas remanescentes da Era Leco - a dívida, inclusive, é do último ano do mandato do antecessor de Julio Casares.

Pablo ainda reclama de alguns meses de inadimplência no salário em carteira e de pagamentos do FGTS. A dívida total, segundo o atleta, gira na casa de R$ 2,5 milhões e ele topa abrir mão dos vencimentos de 2022 e 2023 para rescindir já.

Os custos do São Paulo com Pablo até o fim do contrato giram na casa de R$ 15 milhões. Mas o que pega neste momento é a forma de pagamento dos R$ 2,5 milhões e a multa que o centroavante exige em caso de atraso no parcelamento.

Pablo já tem um acerto verbal com o Athletico e será anunciado como reforço tão logo se desligar do Morumbi.

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos