Pablo perde pênalti, Libertad supera Athletico e assume ponta do Grupo B na Libertadores

Paraguaios comemoram gol diante do Athletico (Divulgação/Conmebol)


No Estádio Defensores del Chaco, em Assunção, Libertad-PAR e Athletico-PR se enfrentaram pelo Grupo B da Libertadores e, em um compromisso de pouca criatividade e um pênalti perdido por Pablo, os paraguaios levaram a melhor, vencendo por 1 a 0.

Desta forma, o Gumarelo se isolou na ponta da chave com sete pontos, deixando o Furacão para trás, com quatro, enquanto The Strongest e Caracas estão igualados com um ponto cada, porém ainda com o duelo da terceira rodada por realizar.

>Aplicativo de resultados do LANCE! está disponível na versão iOS

POUCAS CHANCES

A partida ficou marcada na etapa inicial pela postura onde, quando tinham a posse, tanto paraguaios como brasileiros não conseguiam imprimir uma troca de passes mais ágil e efetiva, favorecendo os sistemas defensivos e deixando o confronto com poucas oportunidades reais de gol.

Enquanto o Libertad chegou de maneira mais aguda na bola alçada onde Óscar Cardozo bateu forte e Bento operou uma grande intervenção, o Athletico foi mais insinuante na bola onde Vitinho recebeu passe pelo lado esquerdo, clareou e bateu cruzado, vendo a pelota passar ao lado da trave esquerda de Martín Silva.

COISA LINDA!

Sem tantas alternativas com a bola no chão, veio de jogada surgida de um escanteio a abertura do marcador onde a categoria de Riveros fez toda a diferença. Depois de batida curta para o levantamento de Bogarín, o meio-campista dominou quase dentro da pequena área e tocou de letra, por baixo de Bento.

CENÁRIO DESENHADO

Com a dianteira no marcador, o Gumarelo não hesitou em se aproveitar das jogadas com base na velocidade pelos lados bem como as bolas mais longas buscando o jovem Enciso, atacante que entrou na vaga de Cardozo. E, se por sua vez o time do Paraguai incomodava, o Athletico ñão conseguia ter a mesma capacidade, esbarrando tanto na marcação adversária como na pouca criatividade em formar linhas de passe mais envolventes, deixando a partida "a feição" dos mandantes.

A ÚLTIMA CARTADA

A melhor oportunidade do Furacão igualar as coisas na capital do Paraguai surgiu quando Canobbio caiu dentro da área após batida forte no gol defendida por Martín Silva e a arbitragem do também uruguaio Gustavo Tejera apontou a penalidade máxima. Todavia, Pablo foi para a batida e bateu no canto esquerdo, baixo, onde o arqueiro do Libertad caiu muito bem e fez a intervenção.

FICHA TÉCNICA DA PARTIDA
​LIBERTAD-PAR 1 x 0 ATHLETICO-PR

Local:
Estádio Defensores del Chaco, em Assunção (PAR)
Data e hora: 26/04/2022 - 19h15 (de Brasília)
Árbitro: Gustavo Tejera (URU)
Assistentes: Andrés Nievas (URU) e Pablo Llarena (ambos URU)
​Cartões amarelos: Bareiro (LIB); Christian, Bryan García, Vitinho, Pablo (CAP)
Cartões vermelhos: -

GOLS: Riveros (11'/2°T) (1-0)

LIBERTAD-PAR (Técnico: Daniel Garnero)

Martín Silva; Mayada, Diego Vieira, Barboza e Samudio; Bareiro (Villalba, aos 10'/2°T), Riveros, Ramón Martínez (Caballero, aos 24'/2°T) e Bogarín (Bocanegra, aos 37'/2°T); Merlini (Melgarejo, aos 10'/2°T) e Óscar Cardozo (Enciso, aos 9'/2°T).

ATHLETICO-PR (Técnico: Fábio Carille)

Bento; Orejuela (Vitor Bueno, aos 17'/2°T), Matheus Felipe, Pedro Henrique e Abner Vinicius; Bryan García, Christian (Erick, no intervalo) e Terans (Marlos, no intervalo); Canobbio, Marcelo Cirino (Pablo, aos 17'/2°T) e Vitinho (Pedro Rocha, aos 29'/2°T).

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos