Pablo elogia Crespo e diz que argentino ajustou legado de Fernando Diniz

  • Opa!
    Algo deu errado.
    Tente novamente mais tarde.
·3 minuto de leitura
  • Opa!
    Algo deu errado.
    Tente novamente mais tarde.
Pablo comemora um dos gols do São Paulo, na conquista do Paulista. Foto: Marcello Zambrana/AGIF
Pablo comemora um dos gols do São Paulo, na conquista do Paulista. Foto: Marcello Zambrana/AGIF

O São Paulo foi campeão paulista e apresentou alguns destaques do Estadual. Um deles foi Pablo, praticamente recuperado por Crespo, depois de duas lesões complicadas e a perda da confiança em alguns momentos. O centroavante voltou a ser titular com o argentino e apontou o legado de Fernando Diniz como auxílio para a afirmação de Crespo. 

"Com certeza, o Fernando deixou um legado. Ele ficou mais de um ano no clube e isso deixou um legado. O Hernán Crespo chegou e, inteligentemente, sabendo de toda a qualidade do grupo e tudo que tinha sido construído, ele foi ajustando da maneira dele, colocando o estilo dele. Crespo e Fernando têm muitas coisas parecidas, similares, em termos de ter a posse de bola, de ser uma equipe agressiva, marcar pressão. Óbvio que cada treinador tem o seu jeito, mas o Crespo viu toda qualidade no grupo e foi melhorando, aprimorando. Teve uma parada da pandemia e ele teve um tempo para colocar sua metodologia de trabalho e a equipe assimilou isso muito rápido e fácil, resultando na conquista do título", respondeu, em entrevista exclusiva à Rádio Bandeirantes, com a presença do blog

Leia também:

Pablo ainda citou como Crespo virou referência para o grupo, na confiança do treinador no elenco.

"É um cara que é referência para muitos, inclusive para mim. Me lembro dele quando era pequeno, o via jogando. Óbvio que é uma grande referência, a gente conversa bastante e ele me dá muitos conselhos. Ele tenta extrair o melhor de cada jogador, como principal objetivo. Ele passa confiança de que o cara pode mais, sempre avançando. O jogador também tem que querer isso também, disposto a pagar o preço para evoluir. A combinação do treinador com a vontade do jogador de querer crescer e alcançar coisas maiores. Pelo histórico do Crespo, ele é muito grande e tê-lo como treinador está sendo muito bom para a gente", ressaltou.

O São Paulo está classificado para as oitavas-de-final da Libertadores da América e terá as disputas da terceira fase da Copa do Brasil e da Série A do Brasileiro. Pablo vê o time como um dos candidatos fortes nas competições.. 

"Eu acredito que entra no mesmo patamar. Na verdade, todas as equipes do Brasileiro têm chances, quando começa o campeonato. Óbvio que tem uma ou outra que sempre se destaca. A meu ver, a equipe a ser batida é o Flamengo, que ganhou no ano passado. Eles foram campeões e são o ponto de referência, quando vai começar outro campeonato. A gente sabe que faz muito tempo que o SP não vence o Brasileiro e vamos em busca de título também. Sabemos que tem Grêmio, Palmeiras, Corinthians, Inter, Santos, enfim, muitas equipes que vão estar na briga pelo campeonato e tenho certeza de que o SP também estará", concluiu. 

Pablo está no São Paulo, desde janeiro de 2018. Em quase três anos e meio de clube, foram 83 jogos e 21 gols marcados. 

O São Paulo pega o Sporting Crystal no encerramento da fase de grupos da Libertadores, nesta terça-feira, no Morumbi. No sábado, estreia na Série A contra o Fluminense e, no dia 01 de junho, pega o 04 de Julho pela Copa do Brasil. 

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos