Pablo defende Fagner e diz que outros jogadores merecem ser julgados

Gabriel Carneiro

O zagueiro Pablo, do Corinthians, saiu em defesa do companheiro Fagner nesta terça-feira. O defensor minimizou as trocas de ofensas e agressões entre o lateral-direito e o meia são-paulino Cueva e disse que outros lances do tipo aconteceram no Majestoso do último domingo.

Fagner pode ser levado à julgamento, mas a expectativa é de que isso ocorre apenas depois das finais do Campeonato Paulista, entre Timão e Ponte Preta.

- Se a gente for analisar o jogo, outros merecem ser julgados também. Mas frisaram o Fagner, estão em cima do Fagner. Eu analisaria o conjunto, tem outros jogadores que podem ser envolvidos nisso também, foi um jogo muito pegado. O futebol mudou, temos que saber nos adaptar a isso, tem uma câmera em cima, jogo pegado, tem que manter a cabeça no lugar - afirmou.

- Eu não. Mas dá pra falar de outros jogadores também. Estou botando o Fagner como agressor, só ele. Mas tem outros jogadores que poderiam ser citados. Vou ficar quieto agora - completou o zagueiro.

Pablo é um dos poucos titulares alvinegros que não chegam à final do Paulista penduradores. Além dele, Cássio e Balbuena são exceções. Os demais estão com dois amarelos e não jogarão a decisão na Arena caso sejam advertidos na primeira partida, em Campinas.

- O jogador tem que entrar em campo esquecendo isso. Porque entrar com pé atrás pensando no jogo seguinte pode prejudicar. É difícil entrar numa final sabendo que se levar amarelo não pode jogar o outro. Mas tem que saber administrar, o jogador que está pendurado precisa lidar com isso - analisou Pablo, que previu dois duelos difíceis e muito equilibrados.









E MAIS: