Pênalti e árbitro de vídeo decidem e Espanha bate França no Stade de France

Em partida com teste de árbitro de vídeo e gol de pênalti, a Espanha venceu a França nesta terça-feira, por 2 a 0, em pleno Stade de France, em Saint-Denis. O confronto era válido pelo calendário de amistosos internacionais da Fifa e foi decidido com gols de David Silva e Deulofeu.

Depois da derrota, os franceses voltam a campo no dia 2 de junho para disputar outro amistoso, contra o Paraguai, que antecederá o duelo do dia 9, fora de casa, contra a Suécia, válido pelas Eliminatórias Europeias para a Copa do Mundo de 2018, na Rússia. Já os espanhóis só voltam a jogar pelas Eliminatórias, para encarar a Macedônia, no dia 11 de junho.

Confira também: Após demitir técnico, Holanda perde para a Itália; Portugal sai derrotado

A partida começou movimentada, com chances de ataques para os dois lados. No entanto, tanto a França quanto a Espanha tinham dificuldade de finalizar as jogadas e pararam nos inspirados sistemas defensivo no primeiro tempo.

Apesar da fluidez dos 45 minutos iniciais, foi na segunda etapa que as emoções aconteceram e um vacilo da defesa colocou a Fúria à frente. Recém-saído do banco de reservas, o volante Bakayako errou na hora de atrasar para um companheiro; o atacante Deulofeu roubou a bola e foi derrubado dentro da área pelo zagueiro Koscielny, aos 22 minutos. O juiz marcou o pênalti e, na cobrança, o meia David Silva não perdoou.

A seleção francesa não se abalou com o fato de ter saído atrás no placar e chegou a balançar as redes com o craque do Atlético de Madrid Antoine Griezmann, aos 27 minutos, mas o gol foi anulado com auxílio do árbitro de vídeo. Na origem da jogada, antes de o atacante receber para marcar, o lateral esquerdo Kurzawa estava em posição irregular e o impedimento foi marcado depois da consulta ao replay.

Ainda movimentado, o duelo seguiu com as duas equipes buscado o ataque e o árbitro de vídeo decidiu mais um lance. Desta vez validando o segundo gol da Espanha. Aos 31 minutos, Deulofeu tocou no cantinho de Lloris, após cruzamento do lateral esquerdo Jordi Alba e o gol foi anulado. No entanto, após nova consulta, os árbitros concluíram que o jogador do Milan estava atrás do penúltimo marcador e validaram o tento.