Outro reforço! Atlético-MG anuncia a contratação do atacante Keno

Anderson Gonçalves Valinor Conteúdo
LANCE!


O Galo fechou mais um negócio e reforçou o seu elenco. O atacante Keno, de 30 anos, foi confirmado pelo Atlético-MG nesta quinta-feira, 18 de junho.

O anúncio foi feito pelo presidente Sérgio Sette Câmara em sua conta no Twitter de uma forma bem humorada. O clube aproveitou a coincidência que Keno é xará do jogo de loteria Keno, que pertence a intralot e irá patrocinar o alvinegro. A brincadeira rendeu um diálogo que revelou o fechamento da contratação do jogador. Veja a imagem abaixo.

Keno estava vinculado ao Pyramids, do Egito, mas estava emprestado ao Al Jazira, que não exerceu a opção de compra no fim do acordo entre os clubes.


O contrato de Keno com o Galo vai até dezembro de 2023, com opção de renovação por mais uma temporada. O negócio custou ao time mineiro cerca de R$ 13 milhões para ficar em definitivo com o atacante,que era cobiçado por clubes brasileiros e se destacou em sua passagem no Palmeiras, quando Alexandre Mattos era diretor de futebol do Verdão.







Diálogo do anúncio de Keno feito no Twitter
Diálogo do anúncio de Keno feito no Twitter
Role para baixo para continuar lendo
Anúncio

Diálogo do anúncio de Keno feito no Twitter(Reprodução/Twitter Sérgio Câmara)

O novo homem de ataque do Atlético é um jogador de velocidade e bom drible e chega ao Galo com status de titular.

Sua trajetória no futebol brasileiro começou a se destacar quando defendeu as cores do Santa Cruz e, ao lado de Graffite, liderou o time pernambucano rumo à Série A do Campeonato Brasileiro de 2017, após subir via Série B de 2016.

No ano seguinte, foi contratado pelo Palmeiras, realizando 84 jogos e marcando 19 gols, chamando a atenção do Pyramidis, que pagou R$ 37 milhões ao time paulista para levá-lo em 2018.

O atacante é a quinta contratação do Galo. Keno se juntará a Léo Sena e Marrony ,Bueno, que já está em BH e ao meia Alan Franco, do Independiente Del Vale, que ainda não foi anunciado por dificuldades na vinda do atleta do Equador para o Brasil por conta da pandemia de coronavírus.






Leia também