Outro 9? Corinthians coloca 'em espera' renovações de Love e Boselli

Alexandre Guariglia
LANCE!


Neste momento de isolamento doméstico e paralisação das competições por conta da pandemia de coronavírus, poucas negociações estão em curso no futebol nacional, mas não significa que não se pense nelas, pois haverá uma temporada a ser disputada depois dessa pausa forçada. E o Corinthians tem alguns nós a serem desatados para a sequência do ano, como as renovações de Vagner Love e Mauro Boselli. Andrés Sanchez, porém, deixa isso para frente.

​Ao colocar o futuro dos dois centroavantes do elenco "em espera", o Timão indica que poderá ter mudanças no elenco para essa posição, seja ainda para este ano, seja para 2021. Com contratos a vencer no fim desta temporada, essas extensões não são tratadas com urgência, mesmo que em poucos meses ambos já poderão assinar um pré-contrato com outro clube.

A um mês de completar 35 anos, o argentino recentemente demonstrou interesse em permanecer por mais tempo vestindo a camisa corintiana. Isso vem justamente na temporada em que ele se firmou no time e é o artilheiro do elenco, até aqui, com seis gols em 11 jogos oficiais. Já Love, que completa 36 anos em junho, anotou apenas um tento em sete partidas. Para o presidente alvinegro, a decisão ficará mais para frente, nas mãos de Tiago Nunes.

- Não estamos seguindo nenhuma negociação. O Boselli demonstrou interesse em querer continuar, mas nós falamos que vamos aguardar um pouco. Na hora certa, lá para agosto ou setembro, o treinador vai decidir com quem ele quer contar - declarou Andrés enquanto comentava sobre o assunto ao programa Sportscenter, da ESPN, no último sábado.





Perguntado se o Corinthians está de olho na contratação de um novo camisa 9 para o elenco, Sanchez novamente foi evasivo em sua resposta e preferiu elogiar os nomes que estão à disposição atualmente, além de lembrar que até pouco tempo eram três os centroavantes, mas Tiago Nunes liberou Gustagol para ser emprestado ao Internacional, após eliminação na Copa Libertadores.

- A gente tinha três. Tinha o Boselli, o Vagner Love e o Gustagol. O treinador acho por opção que poderia liberar o Gustagol. Nós temos o Boselli e o Vagner Love, neste momento não estão fazendo gol ou não estão contente com eles, mas é o momento. São dois grandes jogadores, já provaram isso. Não estamos atrás de camisa 9 - disse o mandatário para a Fox Sports, na última semana.

Todo esse conjunto faz com o torcedor corintiano se anime para sonhar com a volta de Jô, que tem contrato com o Nagoya Grampus, do Japão, até o fim deste ano e ficará livre no mercado. Aos 33 anos, o centroavante tem as portas abertas para voltar ao Timão, segundo o próprio Andrés Sanchez que, por sua vez, não cria expectativas, mas também não descarta a possibilidade.

Sem um prazo determinado para a volta das competições, o elenco do Corinthians está em período de férias até o início do próximo mês, quando os jogadores devem retomar as atividades ainda em suas casas por conta da recomendação de isolamento doméstico. O período de especulações, no entanto, já começou, apesar de discreto e com poucas novidades.






Role para baixo para continuar lendo
Anúncio

Leia também